Em cena tensa, Tadeu dará show de homofobia em "Pantanal" e expulsará personagem

Zaquieu sentirá o choque de realidade no Pantanal (Reprodução Globo)
Zaquieu sentirá o choque de realidade no Pantanal (Reprodução Globo)

O personagem Zaquieu, interpretado por Silvero Pereira, irá para o Pantanal para fazer companhia à patroa, Mariana (Selma Egrei). O mordomo, entretanto, sentirá o choque de realidade ao chegar na fazenda de José Leôncio (Marcos Palmeira) e ser recebido com preconceito e homofobia por Tadeu (José Loreto) e outros peões.

Ao chegar no bioma, Zaquieu abordará os peões e será atacado por Tadeu. "Só queria saber se há algo com o que eu deva me preocupar?", questiona o mordomo. "Emperiquitado desse jeito o maior perigo é de um pavão ficar com ciúme! As cobras aqui são um perigo. Até pra quem gosta!", debocha Tadeu.

Revoltado com a homofobia e o conservadorismo, Zaquieu fará as malas para o Rio de Janeiro e deixará uma carta para Mariana. "Este lugar é maravilhoso, de fato, mas eu não posso dizer que foi um paraíso para mim. Eu esperava enfrentar alguma resistência, mas, confesso, que não esperava causar tamanho desconforto pelo simples fato de ser quem eu sou. Eu passei a vida inteira sendo motivo de chacota: alvo das piadas de mau gosto, dos apelidos, das gozações. Eu sou uma pessoa, não uma piada".

Problemas de Pantanal

É preciso admitir, sem medo de cancelamentos, que "Pantanal" está chata. Desde a morte de Levi (Leandro Lima), há uma semana, a novela ficou arrastada. Nas redes sociais, o público tem lamentado a falta de novidades e insistência em núcleos que não agradam. O que ainda segura são os spoilers liberados por conta da versão original disponível na internet e na memória daqueles que assistiram quando foi transmitida. É fato que o folhetim ainda tem muito para entregar. Enquanto isso não acontece, porém, os "pantaneiros" se reúnem para reclamar. É para isso que a gente paga internet, né?

Filó fiscal de sexo

Uma das personagens mais queridas da primeira fase da trama, Filó (Dira Paes) tem sido uma decepção. Além de estar ali apenas para sustentar o enredo de Zé Leôncio (Marcos Palmeira) e Tadeu (José Loreto), a a mulher passou a fiscalizar a vida sexual de Juma (Alanis Guillen) e Jove (Jesuíta Barbosa) com tanto afinco que tem incomodado. Praticamente, 90% das cenas de Filó são questionando a protagonista sobre sua vida sexual e criticando as escolhas dela em conversas com Muda (Bella Campos). Tá feio!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos