Em coletiva, técnico do Zenit defende brasileiros 'temos uma equipe, não um bando'

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira, o técnico do Zenit, Sergey Semak, foi perguntado sobre o fato de seu time ter no elenco sete jogadores brasileiros e se isso seria considerado uma “gangue”. Em resposta, o treinador defendeu os atletas.

— Com base nessa lógica, então mais de 3 jogadores do mesmo país, isso já é uma gangue. Nós temos uma equipe, não um bando de bandidos, não existe isso — diz o técnico

O meio campista da equipe russa, Aleksey Sutormin também foi questionado sobre o relacionamento com os brasileiros e apontou que todo o elenco tem uma boa relação.

— Não temos problemas com os brasileiros, somos um time amigável, todos nos comunicamos, temos boas relações. O principal é que os estrangeiros são bons jogadores que beneficiam a equipe — diz.

Os sete brasileiros no elenco do Zenit são: o goleiro Ivan, os defensores Douglas Santos e Rodrigo, os meio-campistas Gustavo Mantuan, Claudinho e Wendel, e o atacante Malcom.

As transferências mais recentes foram de Ivan e Mantuan, que estavam envolvidos na negociação de Yuri Alberto com o Corinthians. O treinador do Zenit confirma que o goleiro já está pronto para ser utilizado, mas o meio campista ainda precisa de mais tempo para sua reabilitação.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos