Em comum acordo, inauguração do 5G nos EUA é adiada.

·2 min de leitura
Negociação entre Casa Branca, empresas de comunicação e companhias aéreas fixou a implementação para o próximo dia 19. (REUTERS/Brian Snyder)
Negociação entre Casa Branca, empresas de comunicação e companhias aéreas fixou a implementação para o próximo dia 19. (REUTERS/Brian Snyder)
  • Este é o segundo adiamento do 5G nos EUA

  • As frequências de 3,7 GHz a 3,8 GHz foram disponibilizads à AT&T e à Verizon em fevereiro de 2021

  • O 5G permite a conexão entre mais dispositivos e maior velocidade no tráfego de dados

Inquietas com a possível interferência do 5G em dispositivos presentes em aeronaves, companhias áreas estadunidenses fecharam um acordo com as empresas AT&T e Verizon. As empresas de tecnologia da informação implementarão o 5G no dia 19 de janeiro.

O Departamento dos Transportes dos EUA e a Casa Branca mediaram o compromisso.

Leia também:

As companhia aéreas ameaçaram entrar na justiça para impedir a implementação do 5G. Inicialmente previsto para ser lançado no dia 5 de dezembro e posteriormente remarcado para esta quarta-feira (05/01), as empresas de aviação conseguiram mais 15 dias.

A justificativa para o pedido de maior prazo é para alterar equipamentos presentes em aeroportos e dispositivos de aeronaves, e consequente revisão por autoridades responsáveis. As companhia aéreas temem interferências do 5G em seus equipamentos.

O Departamento de Transportes dos EUA e a Agência Federal de Aviação dos EUA garantem que a implementação do 5G não terá mais atraso e não trará problemas de segurança para a aviação estadunidense.

O presidente norte-americano, Joe Biden (Democratas), celebra a continuidade das operações aéreas, a garantia da segurança aeroespacial e a implementação da tecnologia 5G.

O 5G é uma tecnologia de transmissão de informações por frequências específicas. Alguns equipamentos da aviação utilizam esta mesma frequência, por isso o temor das companhias aéreas.

Com a quinta geração de transmissão de dados será possível acessar redes e dispositivos de forma mais estável e rápida. A inovação permitirá a implementação de inteligências artificiais em objetos e aplicação de conceitos de cidades inteligentes, por meio do cruzamento de dados, por exemplo.

Com informações do Folha de São Paulo e CNN Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos