Em Conversa com Bial, Nicette Bruno defende Monteiro Lobato e fala sobre filhos e netos

FABIANA SCHIAVON
1 / 1
Em Conversa com Bial, Nicette Bruno defende Monteiro Lobato e fala sobre filhos e netos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em entrevista ao programa Conversa com Bial (SBT), nesta quarta (24), a atriz Nicette Bruno, 85, relembrou seu papel de Dona Benta no "Sítio do Pica-Pau Amarelo" (2001-2004) e defendeu a obra de Monteiro Lobato (1882-1948). 

O jornalista Pedro Bial perguntou à atriz sobre a polêmica levantada, recentemente, sobre a necessidade do autor Monteiro Lobato ser revisado ou proibido às crianças de hoje porque ter passagens racistas em suas histórias. A forma como a Tia Anastácia era tratada por Dona Benta foram citadas por críticos. 

"Cada um pensa o que quer, mas eu não concordo com isso. Ele apenas escrevia aquilo que acontecia naquele momento. Não era ele o racista, era o momento que era racista", afirmou Nicette Bruno. 

Casada por 60 anos com Paulo Goulart (1933-2014), a atriz diz que tentou fazer com que seus filhos tentassem seguir outras profissões, mas Beth Gourlart, Bárbara Bruno e Paulo Goulart Filho seguiram a carreira artística. 

Os netos também seguem o mesmo caminho, com exceção de um que se tornou advogado. "O Paulo costumava falar 'Até que enfim, alguém normal nessa família', mas eu sempre respondi que para ser um bom advogado, é necessário ser um belo ator!", diz a atriz. 

Nascida em uma família espírita, a atriz afirmou ter certeza que reencontrará o marido, Paulo Goulart  com quem foi casada por 60 anos. "Não acredito que a nossa vida começa no berço e termina no túmulo. Não tenho a menor dúvida de que, quando chegar a minha hora, ele estará me esperando ", afirma a atriz que nasceu em uma casa espírita, onde sua avó já frequentava. 

O casal teve conversas sobre a vida e a morte ainda quando Paulo estava no hospital. "Na última conversa que tivemos no hospital, ele disse: 'Filha, viva muito, trabalhe como você gosta e não perca sua alegria'".

Nicette está no elenco do musical "Pippin", em cartaz no Rio. Durante a entrevista, a atriz foi desafiada a lembrar quantos foram seus papéis e não soube responder. A equipe do programa fez a conta: 49 novelas e séries, 53 peças de teatro e 10 filmes.