Em conversa com líderes partidários, Moro discute candidatura em 2022

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Ex-ministro da Justiça Sergio Moro estuda possibilidade de se lançar candidato em 2022 (Foto: Marcos Corrêa/ PR)
Ex-ministro da Justiça Sergio Moro estuda possibilidade de se lançar candidato em 2022 (Foto: Marcos Corrêa/ PR)
  • Em conversa com líderes partidários, Sérgio Moro discute candidatura em 2022

  • Ex-ministro da Justiça está no Brasil e se reúne com políticos para definir seu futuro

  • Hipóteses incluem candidatura à Presidência da República ou ao Senado

Nesta semana, o ex-ministro da Justiça Sérgio Moro tem diversos encontros marcados com lideranças políticas para discutir a possibilidade de disputar a eleição presidencial em 2022.

No sábado, o ex-juiz da Lava Jato se reuniu com integrantes da cúpula do Podemos, na casa do senador Oriovisto Guimarães (PR). Também estavam presentes a presidente do partido, deputada Renata Abreu (SP), e os senadores paranaenses Álvaro Dias e Flávio Arns.

Leia também:

O objetivo do Podemos é convencer Moro a assumir o papel de candidato da chamada terceira via para se contrapor à polarização vista hoje nas pesquisas entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o presidente Jair Bolsonaro.

Pesquisas mostram que o ex-ministro do governo Bolsonaro teria um bom potencial, de acordo com a legenda. As informações foram divulgadas pelo jornal Estado de S.Paulo.

Uma das alternativas é que Sérgio Moro lance a candidatura ao Senado. Mas não se sabe se a disputa seria pelo Paraná, sua terra natal, ou por São Paulo, onde tem bastante popularidade. Na eleição de 2022, há apenas uma vaga em jogo por estado para o Senado.

No caso do Paraná, Álvaro Dias deve tentar a reeleição. Por isso, a disputa por São Paulo seria mais viável e poderia, inclusive, fazer parte de um pacote político mais amplo, que incluiria uma aliança nacional em torno de outra candidatura de terceira via.

Moro pode ainda continuar como consultor e renovar seu contrato com a Alvarez & Marsal, empresa onde atua como diretor-executivo do escritório de Washington na área de compliance.

Aos interlocutores, o ex-juiz afirmou que vai aguardar até novembro para bater o materno sobre o seu futuro, quando completa um ano de seu contrato como consultor.

Na próxima semana, Moro cumpre agenda de conversas em Brasília também para avaliar o potencial de uma aliança entre os interessados em construir uma candidatura de terceira via.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos