Em crítica a policiais, políticos dizem que viatura virou 'câmara de gás' em Sergipe

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A morte de Genivaldo de Jesus Santos, 38, em Umbaúba, em Sergipe, na tarde desta quarta-feira (25), provocou a manifestação de políticos contra a ação da PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Conforme o laudo do IML (Instituto Médico-Legal), Santos morreu devido à insuficiência respiratória aguda provocada por asfixia mecânica, segundo a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe.

No entanto, os agentes da PRF apontaram em boletim de ocorrência que a vítima faleceu "possivelmente devido a um mal súbito".

Vídeo feito por moradores mostra o homem ainda vivo sendo trancado no porta-malas de uma viatura onde os policiais detonaram bombas de gás.

O deputado federal Padre João (PT), que é membro da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, classificou o caso como barbárie. Em uma postagem no Twitter, ele escreveu que Genivaldo foi morto "em uma câmara de gás da viatura".

Seu colega de partido, o também deputado federal Paulo Pimenta, classificou a morte de Santos como absurdo, no que afirmou que os policiais transformaram a viatura em câmara de gás, também fazendo referência ao nazismo.

Ainda no âmbito federal, a deputada Sâmia Bomfim (PSOL) escreveu em seu Facebook que a "tortura e morte de Genivaldo Santos é um crime bárbaro e inaceitável". Ela afirmou que vai acionar o Ministério Público Federal para uma investigação mais rigorosa.

Um dos políticos mais atuantes no tema direitos humanos, o vereador por São Paulo Eduardo Suplicy (PT) disse estar resoltado com a "brutalidade da ação de policiais". O ex-senador ainda pediu por justiça.

Parlamentar com atuação diária nas redes sociais, a deputada federal Carla Zambelli (PL), não entrou no mérito da morte de Santos. No entanto, mesmo com a Polícia Rodoviária Federal envolvida em dois casos emblemáticos em mesmo de 24 horas –a morte de ao menos 23 pessoas em operação na Vila Cruzeiro, no Rio de Janeiro, e na morte em Sergipe– ela não deixou de mencionar a corporação em sua rede social.

Em publicação realizada na manhã desta quinta-feira (26), ela parabenizou o presidente Jair Bolsonaro (PL) "pelo empenho em valorizar a segurança pública do nosso país e fortalecer o quadro de efetivos da Polícia Federal e da PRF".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos