Em dia de apoio de clubes ao movimento LGBTQIAP+, jogadores de Fluminense e Vasco publicam mensagens conservadoras

·1 minuto de leitura

O Fluminense entrou em campo neste domingo contra o Corinthians com os númeeros das camisas nas cores do árco-íris em homenagem ao dia Internacional do Orgulho, comemorado na próxima segunda-feira. De fora da partida alegando dores na coxa esquerda, o lateral Samuel Xavier fez uma publicação conservadora com passagem da bíblia antes da sua equipe entrar em campo apoiando a comunidade LGBTQIAP+.

"É por isso que o HOMEM deixa o seu pai e a sua mãe para se unir com a sua MULHER, e os dois se tornam uma só pessoa", escreveu o jogador no Instagram, e limitou os comentários da postagem.

Mais cedo, o zagueiro do Vasco Leandro Castan também publicou um trecho bíblico, e a postagem rendeu críticas.

“Sejam férteis, multipliquem-se e encham a terra", diz uma parte do texto.

O cruzmaltino preparou para este domingo uma série de ações de apoio ao movimento LGBTQIA+, incluindo um manifesto contra a homofobia. Na partida contra o Brusque, o Vasco usará uma camisa com a faixa diagonal com as cores do arco-íris, e montou um mosaico na arquibancada de São Januário com a palavra "Respeito".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos