Em dia de depoimento de Nise, Bolsonaro chama CPI de 'fiasco' e 'piada'

·1 minuto de leitura
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 24.04.2020 - O presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto, em Brasília (DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 24.04.2020 - O presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto, em Brasília (DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta terça-feira (1) que a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito da Covid é "um fiasco" e "uma piada".

As declarações no mandatário ocorrem no dia em que a comissão ouve a oncologista Nise Yamaguchi. A médica é defensora do uso da hidroxicloroquina -remédio sem comprovação de eficácia no tratamento da Covid- e é próxima ao governo.

"Por que essa pressão, essa onda agora de governador que não quer depor na CPI? Se bem que a CPI é um fiasco, né? Quem tem Renan Calheiros de relator é uma piada. Dá para levar a sério uma CPI dessas aí? Não dá", disse Bolsonaro a um grupo de apoiadores, na saída do Palácio da Alvorada.

As falas do presidente foram transmitidas por um site bolsonarista.

Bolsonaro também ironizou os governadores que foram ao STF (Supremo Tribunal Federal) e pediram que a corte proíba a CPI de convocar chefes de Executivos estaduais a depor.

"O [ex-ministro Eduardo] Pazuello falou o tempo todo, a [secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde] Mayra [Pinheiro] também falou o tempo todo. A Mayra deu um show, o que ela falou lá vele um filme para esse pessoal que é contra para ouvi-la", disse.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos