Em discurso duro com os EUA, Fernández diz que 'teria gostado de outra Cúpula das Américas'

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Como era esperado, em seu discurso na IX Cúpula das Américas, o presidente da Argentina, Alberto Fernández, questionou a ausência dos países excluídos do encontro pela Casa Branca (Cuba, Nicarágua e Venezuela). Ele condenou, ainda, o bloqueio econômico a Cuba e sanções aplicadas contra a Venezuela de Nicolás Maduro.

'É igual a um casamento': Bolsonaro diz que veio para encontro com Biden só após agenda ser acertada; veja vídeo

Contexto: Propostas de Biden têm baixo engajamento e reforçam clima de fracasso da Cúpula das Américas

Guga Chacra: 'Ajuda' de Biden para Amazônia é 1% da concedida à ditadura do Egito

— Cuba suporta um bloqueio de mais de seis décadas imposto nos anos da Guerra Fria, e a Venezuela tolera outro, enquanto uma pandemia que assola a Humanidade acaba com milhões de vidas — disse o chefe de Estado argentino, que é representante, também, da Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos (Celac).

Segundo Fernández, medidas deste tipo (bloqueios e sanções) “buscam condicionar governos, mas, na prática, afetam seus povos”.

— Definitivamente teríamos gostado de ter outra Cúpula das Américas. O silêncio dos ausentes nos interpela. Para que isso não volte a acontecer, gostaria de deixar bem claro que o fato de ser país anfitrião da cúpula não implica ter a capacidade de impor um "direito de admissão" sobres países do continente — frisou o presidente argentino.

Gabriel Boric: Estrela na Cúpula das Américas, chileno faz cobranças a Bolsonaro

Cúpula: EUA anunciam investimento privado anti-imigração de US$ 1,9 bilhão

Fernández disse, em recado ao presidente americano Joe Biden, que “é hora de mudar as políticas herdadas do governo anterior (de Donald Trump).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos