Em encontro com catadores, Lula diz que poderia ter feito mais pelos pobres

·2 minuto de leitura

BRASÍLIA — Em clima de campanha, o ex-presidente Lula se encontrou nesta quinta-feira com catadores do Complexo Integrado de Reciclagem do Distrito Federal, construído em um dos terrenos doados pelo governo federal no ano de seu mandato. Após o evento, em entrevista à imprensa, o petista disse que poderia ter feito mais em favor das classes menos favorecidas, mas justificou que tinha muita gente “dizendo não”, sem especificar a quem se referia.

Lula aproveitou para criticar os reflexos da crise econômica na população mais pobre.

— Eu nunca vi tanta gente passando fome em tantas cidades no país. Agora, a fome está em Brasília, no Plano Piloto (área central da cidade). A fome não é um fenômeno na natureza , a fome é responsabilidade das pessoas que governam esse país — afirmou o ex-presidente.

O ex-presidente citou como outro exemplo o estado de Mato Grosso, um dos maiores produtores de carne do país, onde há açougues distribuindo ossos para pessoas que não têm o que comer. Para ele, o que está acontecendo no país é “anormal”.

— Tenho arrependimento porque acho que eu poderia ter feito mais. A gente vai se embaralhado na burocracia porque tudo o que você quer fazer para os pobres... têm muita gente para dizer não. Esse país não foi feito para cuidar de pobres — disse.

No encontro com os catadores, Lula lembrou que, quando estava no governo, ele reunia os catadores no dia 23 de dezembro para fazer uma comemoração de fim de ano, e prometeu retomar a tradição, caso seja eleito.

O complexo visitado por Lula tem capacidade de processar até 5 mil toneladas de resíduos por mês e gera cerca de 2 mil empregos.

Também estavam presentes na visita a companheira de Lula, Rosângela Silva, a Janja, a presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), assim como o secretário de Meio Ambiente do Distrito Federal, Sarney Filho. Lula está em Brasília desde domingo e cumpre várias agendas políticas. Amanhã, ele dará uma entrevista coletiva.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos