Em fevereiro, a gasolina vendida no Estado do Rio foi a mais cara do país

Ramona Ordoñez
Posto de gasolina

RIO - A gasolina mais cara do país no mês de fevereiro foi vendida no Estado do Rio de Janeiro, apesar de a Petrobras ter feito duas reduções de preços em suas refinarias nesse mês. O combustível foi vendido a um preço médio de R$ 5,105 por litro no estado.

O segundo estado a vender gasolina mais cara foi o Acre, com um preço de R$ 5,038 por litro. No entanto, os preços no Rio representaram uma ligeira queda em comparação à média de R$ 5,127 por litro nos postos em janeiro.

O levantamento foi realizado pela ValeCard, empresa de pagamentos eletrônicos dos setores de frotas e logística, com cerca de 20 mil postos revendedores.

De acordo com o levantamento, na média dos 27 Estados, o preço da gasolina em fevereiro foi de R$ 4,683 por litro, o que representou uma redução da ordem de 1,65% em comparação aos preços médios do mês anterior, de R$ 4,762 por litro.

A ValeCard atribui a queda dos preços médios da gasolina em fevereiro à redução das cotações internacionais do petróleo . A empresa acredita que as reduções dos valores nas refinarias foram repassadas aos preços finais do combustível.

Segundo a ValeCard, para o mês de março a tendência é que a redução de preços continue.

No início de março, a Petrobras anunciou novo corte de 4% nos valores cobrados pela gasolina nas refinarias. "Apesar da quinta redução consecutiva nas refinarias, o reajuste nas bombas não é automático. Entre outros fatores, é preciso considerar a incidência de impostos e a margem de revenda. ", ressaltou a ValeCard.Segundo o levantamento, o Amapá vendeu a gasolina pelo menor preço, a R$ 4,762 por litro, apesar de não contar com refinarias em suas proximidades.