Em fim de contrato, Nino Paraíba tem sondagens de times de SP e Minas Gerais

Jorge Nicola
Nino Paraíba foi vice-campeão paulista como titular absoluto pela Ponte (Antônio Cícero/Gazeta Press)

Um dos melhores laterais-direitos do futebol brasileiro em 2017, Nino Paraíba está na mira de um clube grande de São Paulo e outro de Minas Gerais. “Não posso falar em nomes, mas fomos sondados por dois times”, assegura André Castilho, empresário do jogador da Ponte Preta.

O vínculo com a Macaca termina em 31 de dezembro e, até o momento, não houve qualquer contato para a discussão da renovação. A partir de 1º de julho, Nino Paraíba já pode assinar um pré-contrato com qualquer interessado, para se mudar de clube em 2018.

Salário não deverá ser empecilho. Nino recebe R$ 70 mil por mês, valor considerado baixo nos grandes do país. O lateral tem 31 anos de idade e está em Campinas desde 2016, sempre como titular. Antes, já passou por Avaí, Vitória e Campinense. “O clube que contratar o Nino fará um grande negócio, porque ele é um cara excelente também fora das quatro linhas”, avalia seu empresário.

O Corinthians é o único paulista que procura lateral-direito, embora André Castilho não confirme se o paulista que o sonhou é o atual líder do Brasileirão. Nas últimas semanas, o Timão chegou a dar como fechado o empréstimo de Cicinho, do Ludogorets. Porém, o clube búlgaro mudou a conversa e exigiu pagamento de R$ 11 milhões para vendê-lo.

A busca do Timão por um lateral-direito tem a ver com a falta de confiança da comissão técnica em Léo Príncipe e com a possibilidade de Fagner ser vendido para o exterior.

Já em Minas Gerais, o Atlético tenta um lateral, mas para já. O titular Marcos Rocha tem convivido com várias lesões, enquanto Alex Silva precisou ser devolvido do empréstimo junto ao América-MG às pressas. Por sua vez, o Cruzeiro ainda busca um atleta para o setor desde que cedeu Mayke para o Palmeiras.

Para acessar outras notícias do Blog do Jorge Nicola, clique aqui: