Em final eletrizante, Osasco conquista o Paulista feminino

Web Vôlei
·1 minuto de leitura


Deu Osasco/São Cristóvão Saúde. Num jogo emocionante, com viradas espetaculares, defesas incríveis, afrontes, encaradas e jogadoras se revezando no protagonismo das parciais, a decisão do título do Campeonato Paulista feminino de vôlei só terminou depois de 11 sets, no chamado golden set.

O Sesi/Bauru venceu o confronto por 3 sets a 2, de virada - parciais de 20-25, 27-29, 25-22, 25-21, 15-10 -, devolvendo a derrota sofrida no primeiro jogo da decisão, no José Liberatti, no sábado, mas no set desempate, Osasco ganhou por 25 a 22, conquistando o seu 15º Estadual da história na noite desta terça-feira - na verdade o jogo só terminou na madrugada de quarta.

Tandara foi a maior pontuadora do jogo, com 36 pontos. Polina marcou 32. Adenízia foi gigante no bloqueio pontuando 10 vezes no fundamento.

Venceu o time que, no golden set, teve mais variação de ataque, entrou mais concentrado e emocionalmente mais equilibrado. Enquanto o Sesi dependia demais da oposta azeri Polina - que no decorrer do set foi ficando muito marcada -, Roberta dividia a responsabilidade de virar as bolas entre Tandara, Bia, Mayany e Jaque. Bauru jogou praticamente sem as suas ponteiras.

Sesi esteve perto de protagonizar uma virada histórica. Perdia o jogo por 2 a 0 e o terceiro set por 14 a 6, mas teve forças para virar e ganhar a partida no chamado tempo normal. Adenízia e Polina comandaram a vitória. Brenda Castillo fez uma grade partida. Fê Isis entrou muito bem no lugar da Mara. Mas, Bauru não contou com a ajuda das demais atacantes. Tifanny e Suelle não foram bem ofensivamente. E essa foi a grande diferença. Polina ficou muito sobrecarregada e não conseguiu levar, sozinha, a vitória no sexto set.