Em longa carta, Marcos acusa Emilly de armar sua expulsão por medo de perder o prêmio final

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-BBB Marcos, expulso do reality por agredir a participante Emilly, usou seu Facebook para desabafar sobre o caso, que já está no Ministério Público após laudo pericial comprovar que houve agressão intencional.

No texto, o cirurgião plástico fala de princípios defendidos "durante toda a minha participação no 'BBB17' e que defenderei pelo resto da minha vida", e sobre ter encarado como "missão, conduzir Emilly à final."

A primeira parte da longa carta, direcionada para Emilly, tem tom apaixonado e relembra os momentos de carinho compartilhados pelos dois, que formavam um casal até o momento da expulsão de Marcos.

"Acredito que uma das melhores maneiras de trazer uma pessoa para perto de si é dando carinho, e assim eu fiz com você. (...) Dei-lhe flores todos os dias, até que a produção pediu para eu não arrancar mais as flores do jardim. (...) Não via a hora de dormir juntinho de você! Nem que fosse em camas separadas, mas de mãos dadas", escreveu.

Logo depois, começa a apontar defeitos em Emilly, e então passa a acusá-la de armar sua eliminação após a saída de Marinalva. Segundo ele, a sister começou a considerá-lo um concorrente forte para o prêmio final, e arquitetou sua expulsão. O médico ignora o episódio de agressão (ocorrido três dias antes do paredão) e diz acreditar que Emilly o denunciou apenas para garantir a vitória.

Marcos chega a afirmar que foi agredido por Emilly antes, e que poderia ter feito o mesmo. Leia alguns trechos abaixo:

ATITUDES DE EMILY

"Os problemas que muitos apontavam em você, Emilly, eu também via. Atitudes de egoísmo, soberba, deslumbramento, não passavam despercebidas por mim. O carinho que eu sentia por você era verdadeiro e intenso, mas mesmo assim não me tirou a capacidade de discernir entre o certo e o errado. Quando vi você tomando as mesmas atitudes de pessoas que eu já havia questionado, tive a sensação de ter chegado a uma grande encruzilhada: manter a razão e julgá-la por erros também cometidos pelos outros ou passar a agir pela emoção e defender quem estava dentro do meu coração? Assim eu fiz: desde o primeiro até o último paredão, defendi você com unhas e dentes."

"Era tudo muito intenso e muitas vezes me via confuso. Às vezes me sentia seu namorado, outras, seu pai, seu irmão, ou seu amigo. Mas o importante é que nunca me senti seu adversário, pois o meu sentimento por você sempre esteve acima de qualquer atitude pela qual você poderia ser julgada. Essa é uma grande demonstração do quanto eu gostava de você e você não percebia."

PAREDÃO DE DENÚNCIA

"Com muita coragem enfrentei e voltei do paredão com Marinalva com 77% de aprovação. Nossa batalha, nossa união, nosso relacionamento, nossas conquistas tornavam-se épicas. Ajoelhei com você diante da bandeira deste país que tanto amo para agradecer os votos da nação. E foi ali que você cometeu um dos seus maiores erros dentro do programa: ao ouvir minha torcida gritar "É campeão!", passou a me ver como alguém que eu nunca tinha sido para você: um adversário. (...) Seu olhar surpreso estava de acordo com as atitudes que viria a tomar nas 24 horas seguintes."

Marcos então descreve em detalhes atitudes de Emilly que comprovariam o momento em que a sister denunciou a agressão. "Você insistia em não me contar porque tanto lhe chamavam no confessionário no decorrer de domingo", escreveu. "Deus viu sim o que você fez, e, aos poucos, as pessoas vão ver também."

Marcos diz que gritou "aos prantos na porta do lado de dentro do confessionário" pedindo para Emilly "retirar a acusação que havia feito às 20h daquele dia" , e acusa Emilly de chorar "sem lágrimas" quando Tiago Leifer anunciou a eliminação.

"O tiro de misericórdia que você deu em minha nuca na reta final do programa matou o homem que a adorava lá dentro, mas não o homem que a perdoaria aqui fora", escreveu.

AGRESSÕES DA SISTER E PERDÃO

"Confesso que a partir do momento em que entrei no confessionário pela última vez e fiquei sabendo de sua traição, fiquei bastante decepcionado com você."

Marcos cita duas possíveis agressões da sister. "O meu desejo de ver você campeã era tão grande que neguei o chute que você me deu na volta da piscina após a brincadeira de esconde-esconde e também o fato de você ter jogado a boia da Trident propositalmente em meu rosto, dentro da piscina, no entardecer do dia 5/4. Ou você acha que também não me foi oferecido dar queixa de você?"

"Sei, há algum tempo, que ninguém é de todo bem e nem de todo mal. Às vezes a gente erra e essa foi a sua vez de errar gravemente comigo. Só não imagina a dimensão da sua ganância.

No final da carta, Marcos fala sobre perdão. "Você realmente não precisa pedir perdão para mim, mas talvez tenha que pedir a todas as pessoas que acreditaram no amor que você dizia sentir por mim. Tem outra pessoa, pela qual você tanto chorou durante o programa, que viu tudo que você fez lá do céu, e para essa eu creio que você também deveria pedir perdão."

FIM DO RELACIONAMENTO

"Nossa história de amor terminou no momento em que entrei no confessionário e descobri quem realmente é você. Seu pedido para me retirar do programa me mostrou que o que você sentia por mim tinha um preço. (...) Sei que você vai negar, gritar, espernear, fazer tudo o que fazia no programa quando as pessoas apontavam uma falha em você. "Ele encerra a carta com um "adeus", colocando um ponto final no relacionamento.