Em Manaus, Amazonino Mendes e David Almeida vão ao segundo turno

MONICA PRESTES
·2 minuto de leitura

MANAUS, AM (FOLHAPRESS) - O ex-governador e ex-prefeito de Manaus Amazonino Mendes, 80 (Podemos), vai disputar o segundo turno das eleições na capital do Amazonas com o também ex-governador David Almeida, 51 (Avante). Com 98,64% das urnas apuradas até as 22h35, Amazonino tinha 23,91% dos votos válidos, contra 22,35% de Almeida. Aos 80 anos, Amazonino foi eleito governador do estado quatro vezes -a última em 2017, após a cassação do ex-governador José Melo- e tenta a quarta gestão na prefeitura da capital amazonense. Em um ano em que a pandemia de Covid-19 colapsou o sistema de saúde de Manaus, com hospitais superlotados, pessoas morrendo em casa e enterros em valas coletivas, a campanha eleitoral de Amazonino foi marcada pela proteção ao candidato que, ao contrário dos adversários, pouco se expôs em eventos públicos, deixando de participar, inclusive, de debates - o que provocou críticas dos concorrentes. Do outro lado da disputa está o bacharel em direito e ex-governador do Amazonas David Almeida (Avante), 51, que se candidatou pela primeira vez ao cargo de prefeito. Almeida foi deputado estadual por três mandatos consecutivos (2007-2016) e, em 2017, assumiu o cargo de governador interino do Amazonas, após a cassação de José Melo (PROS). Almeida tem no palanque aliados e membros de partidos que compõem o grupo de apoio do atual governador, Wilson Lima (PSC), como o senador e também ex-governador Omar Aziz (PSD) e o deputado federal Pauderney Avelino (DEM). Também concorreram a prefeito de Manaus o ex-senador, ex-deputado federal e ex-ministro dos governos Lula e Dilma Alfredo Nascimento (PL) 68, que buscava o quarto mandato com o apoio do atual prefeito, Arthur Virgílio Neto (PSDB); o deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), 45; o oficial da Polícia Militar do Amazonas e deputado federal capitão Alberto Neto (Republicanos), 38; o advogado e vereador Chico Preto (Democracia Cristã), 51; o professor Gilberto Vasconcelos (PSTU), 53; o economista e deputado federal José Ricardo Wendling (PT), 56; o advogado Marcelo Amil (PCdoB), 37; o engenheiro e empresário Romero Reis (Novo), 59; e o coronel da reserva do Exército e ex-superintendente da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus) Alfredo Menezes (Patriotas), 57, candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). De acordo com o TRE-AM (Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas), Manaus tem 1.331.613 eleitores aptos a votar nestas eleições, número que corresponde a 53% dos eleitores do estado do Amazonas, que tem pouco mais de 2,5 milhões de pessoas aptas a votar. E, apesar de não ter nenhuma representante feminina entre os candidatos à prefeitura, as mulheres representam mais da metade dos eleitores manauaras: 52,9%, pouco mais de 704 mil eleitoras.