Twitter: Em meio a crise, ator de Avengers critica Elon Musk: "Entregue as chaves"

Twitter: Elon Musk já anunciou medidas desde que comprou a rede. REUTERS/Dado Ruvic/Illustration
Twitter: Elon Musk já anunciou medidas desde que comprou a rede. REUTERS/Dado Ruvic/Illustration

O ator Mark Ruffalo fez uma série de posts em sua conta no Twitter criticando a gestão de Elon Musk na plataforma. Após o bilionário anunciar cobrança por selo de verificação na rede social e demissões em massa, o astro da saga Avangers recomendou que o empresário deixe o cargo. "Por favor - pelo amor da decência - saia do Twitter, entregue as chaves para alguém que faça isso como um trabalho real e continue executando Tesla e SpaceX", escreveu.

Em outra postagem, Ruffalo chama atenção de Musk a respeito de riscos e acordos climáticos, e sugere que o empresário use sua influência no que 'realmente importa'.

"Caro @ElonMusk, isso é o que realmente importa. Como o homem mais rico do mundo e proprietário desta plataforma, use seu poder e privilégio para enfrentar essa ameaça REAL. Lembro-me de quando isso era primordial para você. Elon, volte ao seu propósito original", postou o ator.

"Este não é o momento para mesquinhez, mas grandeza. Use seus presentes e esta plataforma para obter boas informações, não desinformação e crueldade. Você está sendo chamado pelas crianças do mundo. O que tornou Tony Stark grande foi o seu egoísmo voltado para a melhoria da humanidade. Seja esse cara", finalizou.

Medidas após compra

Nesta semana a empresa, que foi comprada por Elon Musk, sinalizou aos funcionários de que uma parte da equipe seria demitida. Na ocasião, a corporação alegou que os funcionários saberiam se ficariam, ou não, na empresa, se recebessem uma mensagem em contas de e-mail pessoais. Hoje, sexta-feira, 150 funcionários da plataforma foram demitidos no Brasil.

Assim que comprou a rede social, o primeiro ato de Musk foi demitir a maior parte dos executivos do alto escalão da companhia, incluindo o presidente executivo Parag Agrawal.

Outra medida do novo CEO para a plataforma foi a cobrança de $ 8 para que usuários adquiram o selo de verificação - selo azul - em perfis.

"O atual sistema de senhores e camponeses, com os que têm a marca azul e os que não, é uma merda. Poder para o povo! Azul por $8/mês", tuitou o chefe da Tesla e SpaceX, que finalizou a compra do Twitter na última quinta-feira.

De acordo com o site Plataform, os usuários verificados serão obrigados a assinar o Twitter Blue para manter o selo azul de verificação. Dessa forma, quem não iniciar a assinatura em 90 dias, perderá a verificação que já havia conseguido no passado.