Em meio a críticas ao presidente, Olavo de Carvalho diz que votará em Bolsonaro 'por falta de alternativas’

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Olavo de Carvalho
    Escritor Brasileiro
  • Jair Bolsonaro
    38.º presidente do Brasil

Após ter motivado uma troca de ofensas públicas entre apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, o astrólogo Olavo de Carvalho voltou a publicar uma série de críticas ao chefe do Executivo em suas redes, nesta terça-feira, e reiterou que votará no atual mandatário nas eleições de 2022 “por falta de alternativas”. A declaração foi dada em seu canal no Telegram nesta tarde.

Junto à afirmação sobre a próxima disputa eleitoral, Olavo utilizou tanto seu canal na plataforma, como suas contas nas redes sociais, para dizer que “se alguém acha que eleger o Bolsonaro uma segunda vez vai deter a ascensão comunista”, “o oposto aconteceu na primeira vez”.

O astrólogo teceu ainda críticas ao exército, afirmando que a mentalidade dos militares de alta patente do Brasil pode ser descrita pela “completa falta de senso de grandeza”. Olavo também os comparou ao jornalista e político Carlos Lacerda, ao dizer que ele sim era “um combatente anticomunista mais valente, mais esperto e mais eficiente do que todos os milicos juntos”.

Apesar das críticas, o astrólogo, que era considerado uma espécie de guru do presidente, reforçou que Bolsonaro é, para ele, a melhor opção entre os nomes que participarão da corrida ao Palácio do Planalto em 2022. “É claro que o Bolsonaro é o melhor candidato. O problema é que, na situação calamitosa a que chegamos, isso não basta”, escreveu.

Além das críticas, Olavo de Carvalho tem motivado ofensas entre apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. Nesta semana, depois que o presidente da Fundação Palmares, Sergio Camargo, ironizou o descontentamento do astrólogo com o atual chefe do Executivo, Allan dos Santos, fundador do canal Terça Livre e alvo de mandado de prisão no Brasil, se manifestou em seu canal no Telegram em defesa de Olavo.

O blogueiro bolsonarista afirmou que a mensagem de Camargo é uma "idiotice". "O Brasil pariu uma horda de analfabetos que se não estivessem na política, não seriam capazes de ensinar uma única e mísera coisa sequer. Vivem do salário que recebem do Estado e assim que dele sair não serão capazes de organizar um grêmio estudantil. Esse Sérgio Camargo é um deles. A idiotice que falou sobre o Prof. Olavo de Carvalho é a prova de que se não fosse o carguinho dele, ninguém nunca saberia quem é esse infeliz", escreveu Allan dos Santos.

Em resposta, o presidente da Fundação Palmares reproduziu a mensagem de Santos em sua conta no Twitter e disse que o blogueiro é um "oportunista fracassado" e que o seu discurso seria um sinal de "inveja e interesse contrariado".

Na última semana, Olavo afirmou que se sentiu usado por Bolsonaro “para se promover e se eleger”. Em seguida, uma publicação de Sérgio Camargo que dizia que o presidente "nunca precisou e jamais precisará de um 'professor'" foi recebida como uma indireta ao astrólogo. Olavo rebateu a crítica chamando a mensagem de Camargo de "a coisa mais cretina que algum bolsonarista já escreveu".

Nesta terça-feira, o astrólogo voltou a atacar o presidente da Fundação Palmares e as críticas direcionadas a ele por apoiadores do presidente nas redes. “Tem uma turminha aí apostando que não sou o maior conservador no Brasil. Acho que não sou mesmo, e estou pouco cagando para isso. Concurso de frescura não é comigo”, escreveu Olavo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos