Em meio a suspense com entorse, seleção diminui 'Neymar-dependência' na estreia

O Brasil teve uma boa atuação na estreia da Copa do Mundo contra a Sérvia, mas foi impossível negar o suspense causado pela lesão de Neymar. O atacante deixou o campo mancando. Após ser substituído, as câmeras filmaram o craque chorando e com gelo no tornozelo. Apesar do temor de perder o principal jogador na Copa do Mundo, os dados da primeira partida do Brasil apontam que, por outro lado, o time de Tite diminuiu o que se convencionou chamar de "Neymar-dependêncaia".

O atacante do Paris Saint-Germain é, indiscutivelmente, o craque da Seleção, tanto que a formação montada por Tite dá mais liberdade ao atacante do que ele encontra no clube francês. Na partida contra a Sérvia, Neymar foi substituído no segundo tempo da vitória por 2 a 0 do Brasil sobre a Sérvia, nesta quinta-feira, na estreia da Copa do Mundo do Catar, devido a dores no tornozelo direito. Isso fez com que Rodrigo Lasmar, médico da seleção brasileira, fosse à coletiva de imprensa para explicar a situação do camisa 10. Além dele, o lateral-direito Danilo também foi diagnosticado com uma entorse no local.

— Neymar teve uma entorse no tornozelo direito, foi um trauma direto. Ele apresentou edema, inchaço, iniciamos tratamento. Segue em tratamento na fisioterapia. Não existe exame de imagem marcado. Mas isso vai ser decidido a partir da avaliação de amanhã. Qualquer coisa que se diga sobre ele, é prematuro — explicou Lasmar.

O craque ainda seria um enorme desfalque para a seleção, claro. Mesmo numa partida que pode ser considerada abaixo do que Neymar pode, foram três grandes chances criadas por ele, segundo o site "FotMob". Por outro lado, os números apontam que outros jogadores conseguiram finalmente tirar um pouco da responsabilidade das costas de Neymar.

Vinicius Junior, que conquistou a titularidade durante a preparação para o torneio criou quatro. O atacante do Real Madrid também chutou mais vezes, três. Vini também foi o jogador brasileiro com mais dribles bem-sucedidos, dois. Neymar tentou quatro, mas foi parado pela forte marcação sérvia.

Uma das métricas utilizadas para medir o impacto na produção é chamada de Expectativa de Assistência, ou xA, e calcula a chance de que cada passe do jogador resulte numa assistência a gol. Segundo o "FutMob", Vinicius Junior teve uma xA de 0,20, mesmo número de Casemiro. e Neymar, de 0,06. Raphinha, teve uma Expectativa de Assistência de 0,08, assim como Lucas Paquetá.