Em mensagem do Dia da Terra, papa alerta que planeta esta "à beira do abismo"

Philip Pullella
·1 minuto de leitura
Papa Francisco em discurso do Dia da Terra

Por Philip Pullella

CIDADE DO VATICANO (Reuters) - O papa Francisco disse em sua mensagem do Dia da Terra nesta quinta-feira que o planeta esta "à beira do abismo" e que a humanidade tem que evitar "o caminho da autodestruição".

O papa, que emitiu vários apelos pela proteção ambiental desde que foi eleito em 2013, falou em duas mensagens de vídeo, um para o evento virtual do Dia da Terra e outro para a cúpula climática global comandada pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

"Agora é a hora de agir. Estamos à beira do abismo", disse Francisco, que apoia o consenso científico segundo o qual o aquecimento global é parcialmente causado pelo homem, na mensagem do Dia da Terra.

Ele citou a pandemia de Covid-19, somada aos efeitos da mudança climática, e disse que a natureza não pode continuar sendo desrespeitada, porque "não perdoará mais".

"Quando a destruição da natureza é desencadeada, é difícil de parar. Mas ainda temos tempo, e seremos mais resistentes se trabalharmos juntos, ao invés de sozinhos", afirmou.

"Não se sai da crise igual, ou sairemos melhores, ou piores. Este é o desafio, e se não sairmos melhores, tomaremos o caminho da autodestruição".

Ele disse que agora é a hora da inovação e da invenção, e exortou líderes políticos a agirem com coragem e justiça.

Na mensagem ao evento presidido por Biden, no qual os EUA e outros países elevaram suas metas de cortes de emissões de gases de efeito estufa, Francisco disse que as pessoas têm "que cuidar da natureza para que ela cuide de nós".