Em Niterói, internações por Covid-19 caem entre faixa etária de idosos já vacinados

Leonardo Sodré
·2 minuto de leitura

NITERÓI — A vacinação de idosos contra a Covid-19 já começa a apresentar algum resultado em Niterói. A cidade registrou queda no número de internação de pacientes com mais de 80 anos no mês passado, em comparação com janeiro, quando foi iniciada a imunização. Esta semana, a janela de vacinação inclui quem tem mais de 75 anos.

Amanhã, serão vacinados idosos com mais de 77 anos. Na terça e na quarta-feira, será a vez dos idosos com 76 anos. Nas próximas quinta e sexta-feiras, quem tem a partir de 75 anos. A vacinação está sendo feita nas policlínicas da Engenhoca, Barreto, Fonseca, São Lourenço, Vital Brazil, Itaipu e Piratininga, no drive thru no Campus Gragoatá da UFF e no Clube Central, em Icaraí.

Segundo a prefeitura, até a última quinta-feira, 38.834 pessoas já haviam sido vacinadas em Niterói. Desse total, 14.773 já receberam a segunda dose. Entre os idosos com mais de 78 anos, foram vacinados 18.699 com a primeira dose e 2.077 com a segunda. Foram vacinaos também 17.331 profissionais de saúde.

MENOS VULNERÁVEIS

De acordo com a Secretaria municipal de Saúde, nas últimas semanas vem ocorrendo uma redução gradual de atendimentos a pacientes com mais de 80 anos que apresentam sintomas de Covid-19 nas unidades de saúde de Niterói. Em janeiro, esse público representava 15,02% dos pacientes atendidos. Em fevereiro, o índice caiu para 13,6%, e nos primeiros dias de março chegou a 8%. O Hospital Municipal Oceânico, unidade de referência exclusiva para tratamento de Covid-19, não recebe pacientes com mais de 80 anos há nove dias.

Os idosos com mais de 90 anos começaram a ser vacinados no dia 1º de fevereiro. As pessoas dessa faixa etária foram as primeiras a receber o imunizante contra a Covid-19, depois de profissionais de saúde e idosos em instituições de longa permanência. Ao longo de fevereiro, outras faixas etárias foram sendo imunizadas, em ordem decrescente de idade, chegando às pessoas com mais de 77 anos, que continuam sendo vacinadas amanhã.

— Mesmo tendo que lidar com o negacionismo, que tenta desacreditar a efetividade da vacina, e com as dificuldades do Ministério da Saúde para fornecer as doses de vacina em quantidades adequadas, Niterói segue firme e vencerá a batalha pela vida e contra o coronavírus. Niterói sempre defendeu a vacina e espera que o Ministério da Saúde amplie a distribuição das doses para que possamos imunizar o maior número de pessoas — diz o secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)