Em Niterói, processo eletrônico deve economizar R$ 1 milhão

A prefeitura de Niterói definiu através do Plano Plurianual (2022-2025) que todos os processos administrativos tramitem de forma exclusivamente eletrônica até 2024. A estratégia de transformação digital conduzida pela Secretaria municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da Gestão (Seplag), que começou no final do ano passado, calcula atingir uma economia de R$ 1 milhão e 25 toneladas de papel quando o sistema estiver totalmente implementado. Além disso, o município espera reduzir o tempo de tramitação dos processos. A partir da próxima semana, os processos de aquisição de Tecnologia da Informação de todos os órgãos municipais começarão a tramitar exclusivamente por via online. E para dezembro, a expectativa é que qualquer processo administrativo seja iniciado na plataforma digital. O município investe R$ 50 mil por ano no sistema, gerenciado pelo Consórcio de Inovação na Gestão Pública (Ciga).

Assistência estudantil: Bandejão da UFF vê demanda por refeições crescer

Meio ambiente: Projeto usa biotecnologia para dissolver lodo de lagoa em Niterói

De acordo com Ellen Benedetti, secretária da Seplag, o avanço da digitalização dos processos no município foi dividido em etapas para garantir o treinamento de funcionários e a transição de documentos físicos para o digital.

—Um processo que levava meses e dependia de uma série de aprovações agora vai poder ser trabalhado por diversos órgãos ao mesmo tempo. A população também será beneficiada com essa agilidade. Pois, além de contar com o Portal de Serviços, que disponibiliza diversos programas via aplicativo, terá uma melhora no atendimento. O processo eletrônico estima reduzir o tempo médio de análise e resolução destas em até dez vezes. O objetivo é tornar a prefeitura mais digital, sustentável e ainda mais ágil. Em menos de três meses de operação, o investimento se pagou apenas com a economia de papel, o que representa três toneladas a menos. No momento, dez tipos processuais estão tramitando obrigatoriamente em meio digital— detalha.

Ainda de acordo com a gestora da Seplag, essa mudança faz parte da estratégia digital do governo para expandir o uso de tecnologias visando a aprimorar a gestão pública e ampliar a oferta de serviços digitais. Outra previsão da pasta indica que, até o final de 2023, 60% dos processos tramitados na administração pública da cidade sejam virtuais.

SIGA O GLOBO BAIRROS NO TWITTER (OGLOBO_BAIRROS)