Em ‘Nos tempos do imperador’, Nelio reaparece vivo, após ser empurrado do penhasco, e é acolhido pela mãe

·2 min de leitura

Em “Nos tempos do imperador”, em sequência que vai ao ar a partir desta quarta-feira (19), o desfecho do acidente de Nelio (João Pedro Zappa) começa a ser desvendado. Todos acham que o jovem foi morto após ser empurrado por Tonico Rocha (Alexandre Nero) de um precipício, mas Adelaide (Ana Barroso) assistiu a tudo e o salvou. Ela cuidou do advogado por um bom tempo e, agora recuperado, conseguindo andar e com a memória restabelecida, ele volta ao Rio de Janeiro trazendo sua testemunha para a capital. Nelio vai direto conversar com Pedro (Selton Mello), que manda chamar Tonico e o confronta. Sonso, o deputado nega tudo, claro, mas está visivelmente amedrontado. Ao ver que o cerco está se fechando, Tonico vai até o hospício onde Dolores (Daphne Bozaski) está internada e ameaça o diretor do local para que ela fique cada vez mais isolada, sem ver ninguém.

E o reencontro de Nelio com Lota (Paula Cohen) será especial. Ela o acolhe e acarinha como nunca fez antes, reconhecendo que não foi uma boa mãe para o rapaz, mas dizendo que espera se redimir com a neta, Mercedez, que continua desaparecida – eles não têm ideia de que a criança esteja com Tonico. Nelio também não sabe onde está Dolores, mas começa uma busca incansável pela amada.

Enquanto isso, no acampamento de guerra, a caminho de Humaitá, Pilar (Gabriela Medvedovski) ainda não encontrou Samuel (Michel Gomes), mas o vê em cada soldado que atende e tenta salvar. E, seguindo em direção ao Paraguai, ela e Prudêncio (Alexandre Barillari) são capturados por soldados de Solano Lopez. Ao tentar fugir, a médica acaba caindo justamente no acampamento do presidente paraguaio, que a faz de refém e decide que ela irá salvar seus homens que chegam feridos. Mas o interesse dele pela médica não é somente profissional.

Leopoldina (Bruna Griphao) e Augusto (Gil Coelho) estão de volta ao Brasil, mas o desconforto de Isabel (Giulia Gayoso) é visível. Quem também retornou ao país foi Luísa (Mariana Ximenes), com o filho Dominique (Guilherme Cabral). O menino se aproxima muito de Teresa Cristina (Leticia Sabatella), que o incentiva e não lhe enxerga nem o trata como uma criança. A aproximação dos dois gera muito ciúme na condessa de Barral, que acaba se aconselhando com a imperatriz. Mas é difícil reconquistar o jovem. Ele se sente abandonado pela mãe e sabe que ela é amante de Dom Pedro II. Inclusive, fala isso para ela, com todas as letras, a deixando totalmente desconcertada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos