Em pesquisa, 64% dos entrevistados relatam dificuldades de portadores de deficiência no comércio

O Globo
·2 minuto de leitura
Pixabay

RIO - Consumir é um tremendo desafio para os portadores de deficiencia. Em pesquisa feita pelo Procon-SP, 64% dos entrevistados disseram já ter vivenciado ou presenciado dificuldades dos consumidores com deficiência no ato do consumo. Em menos da metade dos casos, 44%, relataram que houve auxílio do fornecedor para superar o problema, na maior parte das vezes a ajuda vem de outro consumidor ou de um acompanhante (46%) e em quase 10% do caso a pessoa com deficiência desistiu da compra do produto ou contratação do serviço.

O resultado da pesquisa - que ouviu cerca de mil pessoas, de 8 de outubro a 3 de novembro - será debatido no I Congresso do Consumidor com Deficiência, que será promovido pelo Procon-SP, nesta quinta-feira. O evento é on-line e pode ser acompanhado pelo site da entidade, das 9h30m ao meio dia.

Dos 976 consumidores que reponderam a pesquisa on-line, um terço têm alguma deficiência e 13% são acompanhantes ou atendentes pessoais de pessoa com alguma necessidade especial. Nesse grupo cerca de 60% relatou que “às vezes” ocorrem dificuldades nas compras em lojas físicas e 34,74% ( disseram que “sempre” enfrentam obstáculos em lojas , supermercados e bancos/financeiras.

Dificuldades se repetem em lojas virtuais

Uma das princopais dificuldades apontadas é a falta de preparo dos atendentes, inclusivo dos SACs para atender esse público. A maior dos portadores de deficiência, 73,25%, admite que não tomou nenhuma atitude diante do problema. Daqueles que decidiram reclamar com o fornecedor, 68,22% disseram que não houve mudança.

Não à toa, a maioria dos entrevistados faz compras pela internet (74,18%),apesar de quase 40% admitir que também é desafiador consumir em lojas virtuais.

Segundo o Procon-SP, os resultados indicam que além de eliminar as barreiras arquitetênicos é preciso investir em tecnologia para melhorar e garantir a acessibilidade dos consumidores com deficiência.

As inscrições para o congresso ainda estão abertas e podem ser feitas no site do Procon-SP, clique aqui e entre na página.