Em primeiro dia de comércio fechado, feirantes instalam pias para clientes

THIAGO AMÂNCIO
SAO PAULO, SP, 18/03/2020, BRASIL - CORONAVIRUS - PANDEMIA - 10:35:10 - Os feirantes da feira livre da praca da Liberdade, na regiao central, colocam lavatorio com detergente e alcool gel para os clientes. Davi de Souza. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - São Paulo amanheceu com cara de domingo. Com comércios fechados por decreto da prefeitura, o movimento pelo centro da cidade era quase zero nesta sexta-feira (20).

Feiras livres estão liberadas e, para se protegerem e protegerem os clientes, os feirantes instalaram pias para lavarem as mãos. "Atacou o desespero. Trabalho com feira desde 1982 e nunca pensei que ia ver algo assim", diz Aldo José, dono de uma barraca de caldo de cana que funcionava quase que normalmente na feira em frente ao edifício Copan, que ocorre às sextas-feiras.

"Cada um trouxe uma coisa, a gente negociou as pias, buscou parcerias, conseguiu álcool em gel e montou essa estrutura. É simples, mas funciona bem. O pessoal tá adorando."

Apesar da inovação, a feira estava vazia nesta sexta.