Em propaganda pró-Lula, Chico Buarque mira quem não gosta do petista

“Hoje não quero conversa com admiradores do Lula”, diz Chico Buarque em vídeo (AP Photo/Eraldo Peres)
“Hoje não quero conversa com admiradores do Lula”, diz Chico Buarque em vídeo (AP Photo/Eraldo Peres)

Em nova campanha pelo “voto útil”, o cantor, compositor e escritor Chico Buarque protagoniza um vídeo em que se dirige aos que não são tão afeitos ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

“Hoje não quero conversa com admiradores do Lula. Prefiro falar com quem não gosta do Lula”, inicia Chico.

“Mas, há de entender que, neste momento, o importante é salvar a nossa democracia. Democracia contra a ameaça de golpe, contra o ódio, contra a violência, contra o descaso com multidões nas ruas passando fome, revirando lixo”, complementa o artista, em crítica ao atual governo do presidente Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição e principal opositor do petista.

“Então, quem não gosta do Lula, mas aceita votar nele assim mesmo, a contragosto, é melhor votar uma vez só e encerrar o assunto”, indica o músico, apontando o encerramento da eleição ainda no primeiro turno.

Chico é amigo de longa data do ex-presidente e já havia manifestado apoio ao petista desde bem antes do início da campanha. Agora, ele se junta ao coro de artistas que fazem campanha para virar votos em favor de Lula e vencer a campanha ainda na primeira etapa, realizada no dia 2 de outubro.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

Nesta quarta (21), um vídeo com nomes como Nando Reis, Caetano Veloso, Gal Costa, Daniela Mercury, Duda Beat e Silvero Pereira foi divulgado nas redes sociais indicando o “vira voto” para eleger Lula.

A estratégia tem incomodado principalmente os candidatos de centro: Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB).

Ainda ontem, os dois fizeram declarações contrárias à tentativa de definição da eleição em primeiro turno. Enquanto a emedebista disse que isso seria um desrespeito à democracia, Gomes disse que o método visa “aniquilar alternativas”.