Em rede social, Honda fala da situação financeira do Botafogo: 'Começar reduzindo gastos'

·1 minuto de leitura
Foto: Vitor Silva/Botafogo/Divulgação
Foto: Vitor Silva/Botafogo/Divulgação

Bastante ativo no Twitter desde a sua chegada ao Botafogo, o meia Honda aproveitou a tarde desta sexta-feira para refletir sobre a situação financeira do Alvinegro. Em uma série de postagens, o japonês falou sobre investimentos, participação de torcedores e a dificuldade de se disputar o Campeonato Brasileiro com baixo orçamento.

Honda lembrou a eliminação da Copa do Brasil, contra o Cuiabá, e explicou que tem pensado em formas de contribuir com o clube para além dos gramados. O japonês falou sobre a crise financeira vivida pelo Alvinegro e ressaltou que, em sua opinião, o clube não deve focar em obter renda a curto prazo, por meio de investimentos.

"Para corresponder às expectativas, os investidores tentam trazer bons jogadores por um valor alto. Se o clube consegue bons resultados, os torcedores terão ainda mais expectativas e então os investidores gastarão ainda mais dinheiro para fortalecer a equipe", escreveu, ressaltando que, em determinado momento, tais investimentos podem cessar, em caso de pressão pelas altas expectativas.

"Primeiramente, como eu disse, não devemos focar em aumentar a renda no curto prazo, precisamos começar reduzindo os gastos", opinou, propondo um projeto que permita que torcedores "injetem dinheiro" no clube, somado à transparência da administração no que diz respeito às finanças do Alvinegro. O jogador pede ainda a participação dos torcedores nas discussões sobre as visões de médio e longo prazo em General Severiano.

O camisa 4 encerrou a reflexão exaltando o Alvinegro como "o mais tradicional" e se dizendo um apaixonado pelo Botafogo nos nove meses em que esteve no clube.