Em reduto, ‘Databarbearia’ dá reeleição em 1º turno a Jair Bolsonaro

Sao Paulo, 29.set.2022 - A camisa da selecao brasileira, adotada por apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) decora a barbearia de Carlos Eduardo Rabelo, ele mesmo apoiador do presidente.
Sao Paulo, 29.set.2022 - A camisa da selecao brasileira, adotada por apoiadores de Jair Bolsonaro (PL) decora a barbearia de Carlos Eduardo Rabelo, ele mesmo apoiador do presidente. "Em casa todos apoiamos o presidente, como a maioria dos meus clientes, em geral militares"

Aos risos, o barbeiro Carlos Eduardo Rabelo explica como conhece bem o perfil eleitoral de sua clientela. “Esta região é militar, praticamente só eles vem cortar cabelo, e o pessoal fala bastante; quase todos eles votam no Bolsonaro”, conta o jovem de 21 anos da Vila Clarice.

Localizada na região de Pirituba, zona norte de São Paulo, a Vila Clarice é responsável pela seção eleitoral com a maior porcentagem de votos para o atual presidente, filiado ao PL de Valdemar Costa Neto, nas eleições de 2018. E a explicação pode estar a poucos passos da estação de trem homônima e vizinha de porta da Escola Superior de Soldados da PM paulista (ESSd).

Nas eleições deste ano, a seção eleitoral 325, na qual o bairro de Pirituba está localizado, registrou 43,10% de votos Bolsonaro, índice superior ao estado de São Paulo, que registrou 37,99% para o atual presidente, que disputará segundo turno contra Lula (PT).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus e-mails em 1 só lugar

A ESSd forma anualmente cerca de 5.000 policiais, que saem da escola com o grau de Técnico de Nível Superior em Polícia Ostensiva e Preservação da Ordem Pública. Muitos vêm de outros Estados, sobretudo do Rio de Janeiro, e vem morar na Vila Clarice por conta da proximidade com a escola.

“Eles vêm de toda parte do país e ficam no bairro; muitos acabam gostando e continuam morando aqui depois de formados”, explica Rabelo, nascido e crescido na Vila Clarice. A falta de bandeiras do Brasil surpreende na seção eleitoral campeã de votos a Jair Bolsonaro, porém é compensada pela oferta de quartos e imóveis para os alunos policiais. Uniformes e até um não usual campo de paintball nomeado Caserna completam o cenário da região.

Ao todo, pouco mais de 5.000 pessoas votam na Escola Estadual Dr. Agenor Couto de Magalhães, divididos ironicamente em 13 seções. Na campeã, 653ª seção, 9 a cada 10 eleitores que compareceram às urnas no segundo turno de 2018 depositaram seus votos no capitão reformado do Exército, então candidato pelo PSL (hoje renomeado União Brasil após junção com o Democratas).

Sao Paulo, 29.set.2022 - De uniformes a moradias, o universo da Vila Clarice gira em torno da Escola Superior de Soldados da PM paulista
Sao Paulo, 29.set.2022 - De uniformes a moradias, o universo da Vila Clarice gira em torno da Escola Superior de Soldados da PM paulista

Se considerarmos apenas os votos válidos, como é feita a contagem pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), este índice sobe para 93%. Na cidade de São Paulo como um todo, Bolsonaro venceu por 60,38% de votos válidos contra 39,62% de Fernando Haddad (PT). Em toda a região de Pirituba o agora candidato ao governo do Estado líder nas pesquisas eleitorais perdeu por aproximadamente 32% a 68%.

Ironia ou não, a poucos metros do bairro encontra-se a menor terra indígena do país – a TI Jaraguá. Com pouco mais de 1,7 hectares, os cerca de 600 indígenas vivem em cerca de metade da área da ESSd.

A hegemonia do presidente no bairro surpreende a estudante Ana Beatriz Bernardini. “Quatro anos atrás eu não acompanhava tanto, mas hoje vejo o cenário bastante dividido, sem uma unanimidade para nenhum dos dois principais”, conta a jovem de 18 anos, que não declara seu voto, mas afirma que a empatia é essencial, e que “não deixaria de votar em alguém porque fere algum princípio religioso meu, se este promover um bem estar social coletivo maior”.

Ela se queixa do nível do debate político atual. “O que mais me incomoda é que não discutimos política, mas, sim políticos; não é possível conversar sobre ideias e ideias, porque as pessoas se exaltam com a paixão por um ou outro candidato, e assim, prefiro ficar calada”, lamenta.

Bernardini estuda em um cursinho popular para tentar cursar medicina em alguma universidade pública. Seria a primeira graduada da família, ao lado do pai, que depois de muitos anos trabalhando, foi cursar Gestão Privada de Segurança em uma universidade privada.

Sao Paulo, 29.set.2022 - A estudante pre-universitária Ana Beatriz Bernardini, 18, reclama da falta de qualidade do debate eleitoal: Debatemos politicos, nao politica
Sao Paulo, 29.set.2022 - A estudante pre-universitaria Ana Beatriz Bernardini, 18, reclama da falta de qualidade do debate eleitoal: Debatemos politicos, nao politica

Com a renda da família, “é pública ou pública, não tem jeito”, diz ela. Segundo dados da Rede Nossa Sampa, que publicou o Mapa da Desigualdade, Pirituba encontra-se abaixo da média da capital paulista em muitos indicadores, como renda familiar, oferta de emprego e escolaridade.

Por seus moradores, no entanto, a Vila Clarice é uma ilha de civilidade em meio aos morros da zona norte de São Paulo. “Antigamente o bairro era como todos estes em torno”, diz o mecânico Marcelo Demasi, apontando para os bairros ao redor, de aparência mais carente que a vizinhança da ESSd. “Depois que veio a escola para cá, começou um bom desenvolvimento por aqui, melhorou muito; crime mesmo não há, porque tem policial demais”, completa. No mesmo momento, um grupo de PMs passa fardado com compras do mercado diante da oficina do ex-militar.

Sao Paulo, 29.set.2022 - Ex-militar e hoje mecanico, Marcelo Demasi ja votou em Lula, Dilma, Bolsonaro, e hoje fica na duvida, nao vendo muita diferenca entre os lideres populistas
Sao Paulo, 29.set.2022 - Ex-militar e hoje mecanico, Marcelo Demasi ja votou em Lula, Dilma, Bolsonaro, e hoje fica na duvida, nao vendo muita diferenca entre os lideres populistas

Damasi parece ser um retrato fiel do cenário eleitoral do país. Em 2002 e 2006 o ex-militar diz ter votado em Luiz Inácio Lula da Silva (PT), assim como em Dilma Rousseff em 2010, para em 2018, desiludido, ajudar a eleger Jair Bolsonaro.

“Este ano estou em dúvida entre os dois; Lula foi muito bom para a periferia, ajudou o povo, construiu casa”, afirma. “A verdade é que Lula e Bolsonaro não são tão diferentes, e ao invés de mostrarem as diferenças, só atacam um ao outro”, ecoando um discurso promovido, por exemplo, pelo candidato Ciro Gomes (PDT-CE).

Sao Paulo, 29.set.2022 - No extremo norte do distrito de Pirituba, a Vila Clarice guarda, para seus moradores, uma tranquilidade e seguranca raras na regiao, no limite da periferia da capital
Sao Paulo, 29.set.2022 - No extremo norte do distrito de Pirituba, a Vila Clarice guarda, para seus moradores, uma tranquilidade e seguranca raras na regiao, no limite da periferia da capital