Em resposta à CPI da Covid, Queiroga admite que não leu as bulas das vacinas

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — Em resposta ao senador Otto Alencar (PSD-BA) durante a CPI da Covid, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, admitiu que não leu as bulas das vacinas. Indagado sobre se havia lido as orientações, Queiroga foi lacônico: "não".

Alencar, então, afirmou que, como maior autoridade sanitária do país, Queiroga deveria ter lido as bulas, para se informar, por exemplo, sobre os efeitos colaterais de cada vacina.

— Lamento o senhor não ter lido a bula de todas as vacinas, pois eu li. O senhor é autoridade sanitária do Brasil. É o senhor que determina como devem ser aplicadas as vacinas e quem deve tomar a vacina ou não. O senhor tem que conhecer a vacina - disse Otto.

O senador governista Marcos Rogério (DEM-RO), então, intercedeu por Queiroga, afirmando que a preocupação com a bula deveria ser da Anvisa, não do Ministério da Saúde.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos