Em reunião, Damares diz ter pedido a prisão de governadores

Natália Portinari
·1 minuto de leitura
Ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves
Ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves

BRASÍLIA - Na reunião ministerial de 22 de abril, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, comunicou aos demais que seu ministério tomou a iniciativa de "pedir a prisão de alguns governadores".

— Idosos estão sendo algemados e jogado dentro de camburões no Brasil. Mulheres sendo jogadas no chão e sendo algemadas por não terem feito nada... feito nada. Nós estamos vendo padres sendo multados em noventa mil reais porque estavam dentro da igreja com dois fiéis. A maior violação de direitos humanos da história do Brasil nos últimos trinta anos está acontecendo neste momento, mas nós estamos tomando providências.

Em seguida, Damares cita uma notícia falsa, divulgada pelo blogueiro "Terça Livre", de que o governador do Piauí Wellington Dias (PT) teria decretado a possibilidade de a polícia entrar em residências sem mandado judicial.

— Inclusive, o governador Wellington, agora, ontem, determinou que a polícia poderá entrar nas casas. Vocês não imaginam o que ele vai fazer! Poderá entrar na casa...

— Ele assina? Ele assi... Ele assina? - reage Bolsonaro.

— Assinou! A polícia poderá entrar na casa sem mandado. Então, assim, as maiores violações estão acontecendo nesses dias. Então, nós estamos fazendo um enfrentamento, mais de cinco procedimentos o nosso ministério já tomou iniciativa e nós estamos pedindo inclusive a prisão de alguns governadores.