Em SP, 98% dos hospitais privados apontam diminuição na internação por Covid-19

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO — Em São Paulo, 98% dos hospitais informam que houve diminuição da internação de pacientes com Covid-19 nos últimos 10 dias, segundo pesquisa do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do estado (SindHosp).

Destes, 64% observaram diminuição entre 41% e 50% da ocupação de leitos e 17% apontam redução de internações acima dos 71%.

A ocupação dos leitos de UTI caiu drasticamente: 66% dos hospitais apontam ocupação menor que 50%, enquanto 30,5% registram ocupação entre 81% e 90%. Pesquisa realizada há um mês, entre 12 a 17 de agosto, mostrava que 71% dos hospitais registravam ocupação entre 51% e 70% em UTI e apenas 11% tinham ocupação menor que 50%.

Porém, o tempo médio de internação em UTI cresceu. 75% dos hospitais indicam a permanência entre 15 e 21 dias e apenas 7% entre 8 e 14 dias. Há 30 dias, na pesquisa anterior, 73% dos hospitais tinham como tempo médio de internação em UTI 8 a 14 dias e apenas 13% registravam 15 a 21 dias.

A pesquisa foi realizada de 13 a 21 de setembro e ouviu 60 hospitais privados, sendo 27% da capital e 73% do interior, que juntos somam 2.454 leitos de UTI e 4.157 leitos clínicos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos