Em SP, Mandetta diz que Bolsonaro foi negligente e mentiu sobre a pandemia

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***BRASILIA, DF,  BRASIL,  04-05-2021, O ex ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta (foto), acompanhado do relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros deixa o plenário da comissão no senado federal após prestar depoimento aos senadores sobre sua gestão da pandemia. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASILIA, DF, BRASIL, 04-05-2021, O ex ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta (foto), acompanhado do relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros deixa o plenário da comissão no senado federal após prestar depoimento aos senadores sobre sua gestão da pandemia. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-ministro da Saúde e presidenciável Luiz Henrique Mandetta (DEM) acusou Jair Bolsonaro de negligência durante a pandemia da Covid-19 e disse que o presidente mentiu a respeito de vários assuntos da crise sanitária, em especial sobre a eficácia do medicamento cloroquina.

Em discurso no carro de som do MBL no ato contra o presidente na avenida Paulista, neste domingo (12), Mandetta afirmou que Bolsonaro disse que "vai morrer quem tem que morrer" e "essa doença não pode parar a economia" ao ser informado, por ele, sobre a gravidade da doença.

No palco montado pelo MBL, o líder do movimento e deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) procurou ressaltar a união de diferentes grupos no protesto, e chegou a dizer que quando via alguém de laranja no público não sabia se era do partido Novo ou da central sindical Força Sindical.

Também discursaram o deputado federal Orlando Silva (PCdoB-SP), a deputada federal Tabata Amaral (sem partido) e o músico Tico Santa Cruz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos