Em vídeo, prefeito de Duque de Caxias garante que vai manter igrejas abertas: 'A cura virá de lá'

Cíntia Cruz

Na contramão de outros prefeitos da Baixada, que determinaram o fechamento de igrejas como uma das medidas para conter a propagação do novo coronavírus, Washington Reis, de Duque de Caxias, garantiu que as unidades da Igreja Universal do Reino de Deus e da Assembleia de Deus não vão fechar as portas.

A afirmação foi nesta segunda-feira, durante uma visita do prefeito às obras para a construção do Hospital Municipal Dr. Ricardo Augusto de Azeredo Vianna. Segundo a prefeitura, a unidade atenderá exclusivamente casos confirmados de Covid-19. Ao lado de Reis, aparecem o deputado Rosenverg Reis (MDB), o secretário municipal de Saúde José Carlos de Oliveira e a vereadora Leide (PRB), que atualmente está como secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Agricultura, Abastecimento e Pesca, Maria Landerleide de Assis Duarte.

No vídeo, a secretária aparece ao lado do prefeito e se dirige a pastores, obreiros e membros da Igreja Universal, dizendo que eles podem ficar tranquilos, já que os templos não serão fechados:

"Trouxe ele (prefeito Washington Reis) aqui para que possa dar garantia e tranquilidade de que nossas igrejas em Duque de Caxias não serão fechadas, haja vista que a própria Igreja Universal já tomou as medidas cabíveis. Cada pessoa que entra na igreja já tem as suas mãos lavadas com água e sabão e, logo em seguida, com álcool gel.  Os cultos não estão acontecendo. As pessoas vão lá fazer suas orações e vão para casa. Mas existe  o temor de que as igrejas possam fechar. Vim aqui falar com o prefeito. Ele vai falar com todos vocês para garantir que as nossas quatro igrejas universais aqui em Caxias não vão fechar".

Logo depois, Reis garante que as igrejas vão continuar abertas e afirma que a cura virá delas:

"Foi  orientação, desde a primeira hora, manter as igrejas abertas porque a cura virá de lá, dos pés do senhor".

Duque de Caxias também não determinou o fechamento do comércio. A cidade teve seu primeiro caso de coronavírus confirmado neste segunda-feira. Além dele, há 77 suspeitos.

 Em nota, a assessoria de imprensa disse que a prefeitura não irá interferir no funcionamento de nenhum templo religioso na cidade e que os líderes religiosos devem decidir o que fazer neste momento:

"A Prefeitura de Duque de Caxias vem tomando todas as medidas julgadas necessárias para coibir o avanço do novo coronavírus na cidade. Nesta terça-feira (24), a Secretaria municipal de Transportes e Serviços Públicos editou um decreto suspendendo por quinze dias todas as feiras livres nos quatro distritos do município. Com relação aos templos religiosos, o prefeito Washington Reis tem a posição clara de que não irá interferir no funcionamento dos mesmos. Independentemente de religião, o prefeito ressalta que caberá aos líderes religiosos decidirem sobre o melhor a se fazer neste momento. A mesma decisão se aplica ao comércio de Duque de Caxias. De qualquer forma, agentes da Secretaria municipal de Segurança e da Guarda Municipal estão na rua orientando a população, principalmente, os mais idosos, para que fiquem em casa. A pandemia é real e o município está atento aos acontecimentos. Um novo hospital foi comprado e, em breve, irá disponibilizar 100 leitos para o tratamento exclusivo de pacientes confirmados com a doença."