Embaixada brasileira em Paris amanhece com protesto contra Bolsonaro

PARIS, FRANÇA (FOLHAPRESS) - As grades externas da embaixada brasileira em Paris amanheceram nesta quarta-feira (7) com cabides e camisas pintadas como se estivessem manchadas de sangue. Ao lado delas, cartazes com frases como "tortura nunca mais", "fora, golpistas" e "abaixo fascismo". Foi uma "intervenção político-artística" no 7 de Setembro, segundo os coletivos Alerta França Brasil/MD-18 e Ubuntu Audiovisual.

"Nas grades do prédio, foram instaladas camisas com efígies que evocam alguns dos mais notórios torturadores, a exemplo de Fleury, Paulo Malhães, Brilhante Ustra, e o seu maior admirador, Jair Bolsonaro", afirmaram, em comunicado. As camisas foram idealizadas e pintadas por Marcia Tiburi.

Em Barcelona, uma manifestação "pela vida e pela democracia no Brasil" está marcada para as 19h (14h em Brasília) na praça Saint Jaume. O ato vai contar com a presença da prefeita e da vice-prefeita da cidade, além da deputada brasileira naturalizada espanhola María Dantas.

"É uma assembleia de brasileiras contra o fascismo, com cerca de cem mulheres, que criamos em 2018, quando Marielle Franco foi assassinada. Desde então, fazemos manifestações e protestos apartidários", afirmou a deputada à Folha de S.Paulo.