Embaixada da China rebate declarações de Weintraub: "Completamente absurdas e desprezíveis"

Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images

A Embaixada da China no Brasil divulgou nesta segunda-feira (6) uma nota em resposta a um tweet jocoso feito pelo Ministro da Educação do governo Bolsonaro, Abraham Weintraub. A nota aponta que a publicação de Weintraub foi difamatória e racista ao associar a origem da COVID-19 à China.

“Tais declarações são completamente absurdas e desprezíveis, que têm cunho fortemente racista e objetivos indizíveis, tendo causado influências negativas no desenvolvimento saudável das relações bilaterais China-Brasil. O lado chinês manifesta forte indignação e repúdio a esse tipo de atitude”, declarou a Embaixada.

Leia também

Em resposta, a Embaixada pede ainda que “alguns indivíduos do Brasil corrijam imediatamente os seus erros cometidos e parem com acusações infundadas contra a China”.

Repercussão na oposição

O tweet do Ministro gerou indignação na rede social e repercutiu entre os opositores do governo. O ex-candidato a presidência pelo PT, Fernando Haddad, comentou a declaração de Weintraub em sua própria conta do Twitter.

“Um pena que o crime de racismo exija representação do ofendido. Weintraub, ao menos, poderia ser punido pela comissão de ética da presidência. O racismo é repugnante contra quem quer que seja: preto, asiático, judeu. Vergonha desse governo!”.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

A publicação do Ministro

Weintraub fez um tweet em que trocou as letras "r" por "l", ridicularizando a forma como chineses falam português. Para ofuscar a crítica pejorativa, chamou a China de "Cebolinha", personagem do cartunista Mauricio de Sousa que confunde as mesmas letras, e compartilhou uma imagem da Turma da Mônica na Grande Muralha da China.

"Geopolíticamente, quem podeLá saiL foLtalecido, em teLmos Lelativos, dessa cLise mundial? PodeLia seL o Cebolinha? Quem são os aliados no BLasil do plano infalível do Cebolinha paLa dominaL o mundo? SeLia o Cascão ou há mais amiguinhos?", escreveu Weintraub.

O ministro é o segundo integrante do governo a tentar provocar uma crise diplomática com a China, maior parceira comercial do Brasil.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.