Embaixador da China conversa com Mandetta e fala em reforçar cooperação com Brasil

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 06.04.2020 - Ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) durante coletiva de imprensa em que afirma que continuará no comando da pasta, após atritos com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, publicou em uma rede social que conversou com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, por telefone, nesta terça-feira (7).

"Coincidimos em reforçar a cooperação bilateral, especialmente entre os dois ministérios da Saúde, para compartilhar experiências no combate à Covid-19, em prol do enfrentamento conjunto deste desafio global", escreveu Yang.

Nos últimos dias, a China foi alvo de ataques por parte do ministro da Educação, Abraham Weintraub, e do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), que fizeram postagens em redes sociais acusando o país asiático de ser responsável pela epidemia de coronavírus e de obter vantagens com a crise.