Emboscada do EI mata dez membros das forças iraquianas (comandantes)

Bandeira do EI

Um grupo de combatentes do grupo extremista Estado Islâmico (EI), disfarçados de soldados, montaram neste domingo uma emboscada contra um comboio governamental em uma remota zona desértica do oeste do Iraque, matando dez membros das forças de segurança, segundo fontes militares.

"Membros armados do Daesh (acrônimo árabe do EI) com fuzis de assalto e lança-foguetes atacaram veículos civis e militares que levavam a bordo soldados perto de Rutba, matando dez e ferindo 20", informou um tenente-coronel.

Rutba está 390 km a oeste de Bagdá, na grande província de Anbar, e é a última cidade ao longo da rodovia rumo à fronteira com a Jordânia.

"Os membros do Daesh usavam uniformes e dirigiam veículos militares", informou um guarda fronteiriço.

Há seis meses, desde que começou a ofensiva para recuperar Mossul, reduto do EI no Iraque, as forças iraquianas obtiveram avanços importantes, mas a batalha contra o grupo extremista está longe do fim, advertiram especialistas.