Emergência de varíola dos macacos pode durar meses, dizem especialistas

Pessoas fazem fila do lado de fora de clínica para receber vacina contra varíola do macaco em Chicago

Por Jennifer Rigby

LONDRES (Reuters) - Cientistas que aconselham a Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a varíola dos macacos dizem que a janela está se fechando para impedir sua propagação, com os casos dobrando a cada duas semanas, levantando preocupações de que levará vários meses para o surto atingir o pico.

A OMS Europa previu pouco mais de 27.000 casos de varíola dos macacos em 88 países até 2 de agosto, acima dos 17.800 casos em quase 70 países na última contagem.

Fazer previsões além disso é complexo, disseram cientistas de todo o mundo à Reuters, mas é provável que haja transmissão sustentada por vários meses e possivelmente mais, segundo eles.

"Temos que nos antecipar a isso", disse Anne Rimoin, professora de epidemiologia da Universidade da Califórnia, em Los Angeles.

"Está claro que a janela de oportunidade para isso está se fechando", acrescentou Rimoin, integrante do comitê de especialistas em varíola dos macacos da OMS que se reuniu na semana passada para determinar se o surto constitui uma emergência de saúde global.

A maioria dos membros do comitê votou contra a medida e, em um passo sem precedentes, o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, declarou uma emergência de qualquer maneira.

As ações decorrentes dessa declaração precisam ser urgentes, incluindo aumento da vacinação, testes, isolamento para os infectados e rastreamento de contatos, disseram especialistas em saúde global.

"A transmissão está claramente descontrolada", afirmou Antoine Flahault, diretor do Instituto de Saúde Global da Universidade de Genebra, que preside o grupo consultivo da OMS na Europa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos