Emilia Clarke, de 'Game of Thrones', diz que parte do seu cérebro 'não é mais utilizável' após dois aneurismas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A atriz Emilia Clarke, uma das estrelas da série "Game of Thrones" relembrou os aneurismas cerebrais que sofreu enquanto gravava a produção em 2011 e 2013. Ela disse ao programa "Sunday Morning", do canal BBC, no último domingo, dia 17, que tem sorte por levar a vida normalmente hoje em dia.

"Tem uma quantidade de meu cérebro que não é mais utilizável, e é notável que eu seja capaz de falar, às vezes de forma articulada, e viver minha vida completamente normal, sem nenhuma repercussão. Faço parte de uma minoria muito, muito, muito pequena de pessoas que podem sobreviver a isso", disse a intérprete da personagem Daenerys Targaryen na série aclamada.

Ela relebrou que tinha cerca de 22, 23 anos na época em que sofreu os aneurismas e que estar gravando "Game of Thrones" foi algo positivo para sua saúde, dando a ela um "propósito".

"Realmente falta um pouco [do cérebro], o que sempre me faz rir! Porque em caso de derrames, basicamente, assim que qualquer parte do seu cérebro não recebe sangue por um segundo, ele desaparece. E assim o sangue encontra uma rota diferente para se locomover, mas então qualquer pedaço que esteja faltando desaparece. Isso meio que mostra o quão pouco de nossos cérebros realmente usamos", afirmou a atriz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos