“Emily em Paris”: criador responde comentários sobre clichês da série

Vitor Francisco
·1 minuto de leitura
Cena da série
Reprodução

A série “Emily em Paris” chegou há algum tempo no catálogo da Netflix e se tornou uma das estreias originais mais comentadas da plataforma. Nas redes sociais, teve muita gente declarando amores pela história, enquanto outros não curtiram tanto assim.

A produção é uma criação de Darren Star, que também criou “Sex and the City” e “Younger”. A trama acompanha a jornada de Emily (Lily Collins), uma jovem que se muda para a cidade de Paris por conta do trabalho.

E um dos pontos mais levantados pelos espectadores foram os clichês. Lá na França, teve muita gente que criticou a forma como os franceses são retratados na atração, gerando várias discussões no Twitter e até memes.

Nesta quinta-feira (22), o portal The Hollywood Reporter divulgou uma entrevista com Star, na qual ele respondeu a algumas dessas críticas. “A mídia francesa tem falado particularmente sobre ‘Emily em Paris’, respondendo ao que eles dizem ser clichês…”, afirmou o repórter.

Darren respondeu:

“O programa é uma carta de amor a Paris através dos olhos dessa garota americana que nunca esteve lá. A primeira coisa que ela vê são os clichês, porque é do ponto de vista dela. Não lamento olhar para Paris através de lentes glamorosas. É uma cidade linda e eu queria fazer um programa celebrando essa parte de Paris.”

Não assistiu à série? Se liga no trailer:

“Emily em Paris” já está disponível na Netflix.