Emissora pede desculpas por funcionário que puxou o cabelo de cantora de K-pop

Louise Queiroga

A emissora "MBC" emitiu, nesta terça-feira, um pedido formal de desculpas pelo caso do funcionário que puxou o cabelo da cantora Chuu, integrante do grupo de K-pop LOONA, enquanto ela participava da gravação do Campeonato de Atletismo Idol Star (ISAC, na sigla em inglês), em Incheon. Um vídeo do momento repercutiu nas redes sociais nesta segunda-feira, causando revolta entre os orbits, como os fãs são conhecidos. Para eles, essa atitude foi uma falta de respeito com a artista.

Uma publicação anônima, intitulada "Peço desculpas por ter puxado o cabelo da integrante do LOONA", feita no site do programa só provocou ainda mais indignação entre os internautas. O post era um pedido de desculpas, mas continha uma série de erros de digitação. Devido às suspeitas de autenticidade, a "MBC" se pronunciou, esclarecendo que ele era falso.

"Uma situação de um membro da equipe puxando o cabelo de Chuu, do LOONA, foi registrada durante o programa. Nós confirmamos que o membro da equipe tentou chamá-la para uma entrevista cutucando em seu ombro. Mas depois de nenhuma resposta, ele acabou puxando o cabelo dela. Treinaremos nossa equipe adequadamente antes de gravações para transmissões futuras. Nós realmente pedimos desculpas aos membros do LOONA por puxar o cabelo de Chuu", afirma o comunicado oficial.

No vídeo, a cantora de 20 anos aparece conversando em meio a um grupo de pessoas, enquanto um homem se aproxima dela e, com o objetivo de chamá-la, ele levanta o braço e puxa seu cabelo. A revolta com a atitude do homem, cuja identidade não foi revelada, começou a ser propagada na Coreia, por meio das hashtags #아육대_스탭사과해 e #아육대_스태프_사과해, que também foram usadas por fãs brasileiros e entraram no Trending Topics do Brasil no Twitter, com cerca de 12 mil e 33 mil posts, respectivamente, por volta das 13h desta segunda-feira. Diversas publicações pediam um posicionamento da emissora sul-coreana sobre o caso.

Houve também usuários do microblog que lembraram o recente episódio que ocorreu com a idol Chaeyon, de 15 anos, integrante do grupo Busters, que foi agredida e ofendida no programa infantil ''Tok! Tok! Boni Hani'' do canal "EBS". Na última quarta-feira, um comunicado da empresa disse que os apresentadores envolvidos foram afastados.