Emmy acerta as contas com Jon Hamm na despedida de 'Mad Men'

Jon Hamm venceu o Emmy de melhor ator de série dramática pelo papel de Don Draper em 'Mad Men'

O Emmy finalmente acertou as contas com Jon Hamm, ao premiá-lo com a estatueta de melhor ator pelo papel do atormentado e sedutor publicitário Don Draper, na despedida da série dramática "Mad Men", na 67ª cerimônia de entrega do Oscar da TV americana, este domingo, em Los Angeles.

Após oito indicações, Hamm finalmente levou o prêmio pela interpretação do protagonista da série ambientada em uma agência de publicidade da Manhattan dos anos 1960.

"Não, não, não, não. Certamente cometeram um grave engano. Obrigado por isto", disse Hamm ao receber a estatueta.

Ainda aparentemente surpreso, acrescentou: "É impossível ter feito este programa com este elenco tão incrível, esta gente incrível e esta equipe incrível".

O ator, de 44 anos, desbancou Bob Odenkirk ("Better Call Saul"), Kyle Chandler ("Bloodline"), Kevin Spacey ("House of Cards"), Jeff Daniels ("The Newsroom") e Liev Schreiber ("Ray Donovan").

A série se despediu dos Emmy sem levar o prêmio de melhor drama, que ficou com o favorito da noite, "Game of Thrones", com 24 indicações.

Desde 2011 o drama fantástico aspirava a ganhar este prêmio.

"Dentro de algumas horas, o melhor elenco do planeta irá trabalhar em Belfast, Irlanda do Norte; e Espanha. Não estaríamos aqui se não fosse por eles", disse o criador da série da HBO, David Benioff.

Pouco antes, David Nutter levou o Emmy de Melhor diretor de série dramática pelo polêmico último episódio da quinta temporada e Peter Dinklage ganhou o prêmio de melhor série dramática pelo papel de Tyrion Lannister.

Também disputavam o prêmio de melhor série dramática "Better Call Saul", "Downton Abbey," "Homeland," "House of Cards" e "Orange is the New Black".

Na categoria melhor série de comédia, a sátira "Veep" surpreendeu e ficou com a estatueta, pouco depois de sua protagonista, Julia Louis-Dreyfus levar o Emmy de melhor atriz cômica.

A série "é sobre uma coisa: sobre a esperança", disse o roteirista e diretor Armando Iannucci ao recever o prêmio que tinha sido atribuído a "Modern Family" nos últimos cinco anos.

A comédia superou, ainda, "Louie", "Parks and Recreation", "Silicon Valley", "Transparent" e "Unbreakable Kimmy Schmidt".

Ainda nas categorias principais, Viola Davis ficou com o Emmy de melhor atriz em série dramática por "How to get away with murder".

"Deixem-me dizer algo. O único que separa as mulheres de cor de qualquer outra é a oportunidade. Não se pode ganhar um Emmy por papéis que simplesmente não estão disponíveis", disse Davis ao receber o prêmio.

A atriz de 50 anos agradeceu aos roteiristas "e às pessoas que redefiiram o que significa ser bela, ser sexy, ser uma líder e ser negra".

Davis superou Taraji P. Henson ("Empire"), Claire Danes ("Homeland"), Tatiana Maslany ("Orphan Black"), Elisabeth Moss ("Mad Men") e Robin Wright ("House of Cards").

A cerimônia, celebrada no teatro Microsoft de Los Angeles, foi apresentada pelo comediante Andy Samberg, protagonista da série "Brooklyn Nine-Nine".


A seguir a lista dos ganhadores nas principais categorias da 67ª edição dos Emmy:


MELHOR SÉRIE DRAMA

"Game of Thrones"


MELHOR SÉRIE COMÉDIA

"Veep"


MELHOR FILME PARA TV

"Bessie"


MELHOR MINISSÉRIE

"Olive Kitteridge"


MELHOR ATOR, SÉRIE DRAMA

Jon Hamm, "Mad Men"


MELHOR ATRIZ, SÉRIE DRAMA

Viola Davis, "How to Get Away with Murder"


MELHOR ATOR, SÉRIE COMÉDIA

Jeffrey Tambor, "Transparent"


MELHOR ATRIZ, SÉRIE COMÉDIA

Julia Louis-Dreyfus, "Veep"


MELHOR ATOR COADJUVANTE, DRAMA

Peter Dinklage, "Game of Thrones"


MELHOR ATRIZ COADJUVANTE, DRAMA

Uzo Aduba, "Orange Is The New Black"


MELHOR ATOR COADJUVANTE, COMÉDIA

Tony Hale, "Veep"


MELHOR ATRIZ COADJUVANTE, COMÉDIA

Allison Janney, "Mom"


MELHOR ATOR, MINISSÉRIE OU FILME PARA TV

Richard Jenkins, "Olive Kitteridge"


MELHOR ATRIZ, MINISSÉRIE OU FILME PARA TV

Frances McDormand, "Olive Kitteridge"


ATOR COADJUVANTE, MINISSÉRIE OU FILME PARA TV

Bill Murray, por "Olive Kitteridge"


ATRIZ COADJUVANTE, MINISSÉRIE OU FILME PARA TV

Regina King, por "American Crime"


SÉRIE DE ANIMAÇÃO

"Over the Garden Wall"


SÉRIE DE ANIMIAÇÃO CURTA

"Adventure Time"