Empregador que exigia vacina da Pfizer para vaga de governanta é banido de site

·1 minuto de leitura
A medic prepares a dose of the Pfizer/BioNTech Covid-19 vaccine at the Clalit Healthcare Services in the Israeli city of Holon near Tel Aviv on June 21, 2021, as Israel begins coronavirus vaccination campaign for 12 to 15-year-olds. - Israel is now urging more 12- to 15-year-olds to be vaccinated, citing new outbreaks attributed to the more infectious Delta variant. (Photo by JACK GUEZ / AFP) (Photo by JACK GUEZ/AFP via Getty Images)
Vacina da Pfizer. (Foto: JACK GUEZ / AFP) (Photo by JACK GUEZ/AFP via Getty Images)
  • Empregador buscava governanta vacinada.

  • Mas pessoa precisava ter sido vacinada com imunizante da Pfizer.

  • Legislação brasileira veta discriminação no acesso ao emprego.

Um anunciante que procurava candidatas à vaga de governanta, mas sob a condição de elas terem sido imunizadas com a vacina contra a Covid-19 da farmacêutica americana Pfizer, foi banido pelo site Trabalha Brasil, um popular portal de empregos.

Leia também:

As informações são de reportagem do jornal O Globo, que reproduziu a nota oficial publicada pelo portal após ter excluído a conta do anunciante em questão.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Originalmente, a história do anúncio foi publicada pelo jornal Folha de S.Paulo.

"Ao tomar conhecimento do teor do anúncio publicado por terceiro (pessoa física) em seu portal de vagas, já promoveu o imediato bloqueio do usuário e do anúncio por ele publicado”, diz a nota reproduzida pelo Globo.

O banimento foi feito com base na legislação brasileira que veta discriminação de qualquer tipo – inclusive imunológica – no acesso ao emprego.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos