Empregador que não quitar eSocial pode ser inscrito na dívida ativa da União

·1 minuto de leitura

Empregadores domésticos que não quitaram todas as guias do eSocial de seus funcionários estão sendo notificados pela Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), com a informação de que podem ser inscritos na dívida ativa da União. A consequência é ter o seu nome negativado junto aos órgãos de proteção ao crédito, como o Serasa e SPC, o que pode dificultar a obtenção de crédito, financiamentos e crediários.

chamada banner Globo+ Elo

Para emitir a Guia que está em atraso, é necessário acessar o eSocial, preencher as informações de login, selecionar a opção “Folha/Recebimentos e pagamentos” e, por fim, selecionar o ano e o mês da apuração a ser feita na opção "Consultar Guias Pagas". O status aparecerá como "encerrado". Nesse caso, há a possibilidade de "editar a guia" e "emitir DAE". Feito isso, o sistema liberará a nova guia com todos os custos, como multa, juros e correção monetária, já acrescidos e a nova data de vencimento.

Viu isso?

O presidente do Instituto Doméstica Legal, Mário Avelino, diz que mesmo se o empregador tiver atrasado apenas as despesas de um mês, por esquecimento por exemplo, corre o risco de ser incluído na dívida ativa da União.

— O eSocial te mostra todo o histórico de recolhimento, mês a mês. Então, através do próprio site, é possível verificar se está com algum débito pendente. É bem simples. É melhor prevenir do que remediar — orienta Avelino.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos