Empresária argentina pode ter sido morta com 18 facadas pelo ex-marido em Búzios

·1 min de leitura

A Polícia Civil do Rio abriu um inquérito para investigar a morte de uma empresária argentina, na tarde desta sexta-feira, dia 22, em Búzios, na Região dos Lagos. O corpo de Evangelina Mariel Trotta, de 48 anos, foi encontrado na casa onde ela vivia, Rua Jacob José Luiz, na Praia de João Fernandes, uma das mais famosas da cidade, pelos funcionários da firma de aluguel de bugues que ela administrava. A estrangeira tinha marcas de pelo menos 18 facadas pelo corpo e seu ex-marido, que demonstrava inconformismo com o término do relacionamento, é considerado suspeito do crime.

De acordo com a Guarda Civil Municipal, homens da corporação foram acionados por volta de 22h. Na residência, não havia sinais de arrombamento e vizinhos informaram que o ex-companheiro da vítima, também argentino, foi visto saindo do local em um HB20 branco. Agentes do 25o BPM (Cabo Frio) também foram chamados.

Evangelina Mariel Trotta viva legalmente no Brasil desde 2003 e deixou três filhos adolescentes. O caso foi registrado na na 127ª DP (Armação de Búzios). Em nota, a Polícia Civil informou as investigações estão em andamento para apurar a autoria e a motivação do crime. Uma perícia também foi realizada na casa da empresária. O corpo dela foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Cabo Frio, também na Região dos Lagos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos