Empresário é procurado após matar ex-mulher com quatro tiros na Região dos Lagos; veja vídeo

Policiais da 126ª DP (Cabo Frio) realizam diligências para tentar localizar e prender o empresário Thiago Oliveira Souza, de 41 anos, que matou a ex-mulher, a também empresária Rosilene de Azevedo da Silva, de 39, dentro do Mercado de Peixe da cidade, na Região dos Lagos. Imagens de uma câmera de segurança do local mostram o momento em que ele, com uma arma nas mãos, entra e dispara quatro tiros contra a vítima. O corpo será enterrado nessa tarde, em São Pedro da Aldeia. Um funcionário dela também foi atingido pelos disparos e está internado.

Veja o vídeo: Polícia investiga morte a tiros de PM do Rio por investigador de SP motivada por ciúmes

Na Baixada Fluminense: Polícia investiga participação de mulher na morte do amante em emboscada por marido PM

De acordo com policiais militares do 25º BPM (Cabo Frio), por volta de 8h36 desta segunda-feira, uma guarnição foi chamada para a Rua Augusto Saraiva, no bairro do Jacaré. Ao chegarem no mercado, foram informados de que Thiago havia efetuado diversos disparos, atingindo Rosilene e Sidnei do Amor Divino Moreira no abdômen.

Inquéritos: Polícia pede o arquivamento de investigações contra modelo Bruno Krupp pelo estupro de três mulheres

Os dois foram socorridos ao hospital, mas a mulher não resistiu aos ferimentos. De acordo com a Prefeitura, o funcionário passou por uma cirurgia no Hospital de Emergência de Cabo Frio (HCE) e segue internado na Unidade de Pacientes Graves (UPG).

No Rio: Justiça decreta prisão preventiva de golpista que enganou modelos em hotel cinco estrelas

Segundo as investigações, Thiago possui pelo menos duas anotações criminais no âmbito da Lei Marinha da Penha, registradas por Rosilene. A vítima chegou, inclusive, a ter uma medida protetiva deferida pela justiça contra o ex-companheiro, com quem tem dois filhos.

‘Manipulador e profissional’, diz modelo de Dubai, vítima de golpista durante férias em hotel no Rio

Duas cápsulas de munição calibre 380 foram recolhidas por PMs no local do crime e apresentadas na 126ª DP. Na delegacia, testemunhas reconheceram o empresário como autor do crime.

Em Copacabana: Motorista de ônibus é preso por atropelar, arrastar e matar bombeiro de propósito