Empresário da noite paulistana Facundo Guerra reabre a boate Love Story com nova proposta: ‘sai a exploração sexual, entra o desejo’

No último ano, o empresário paulistano Facundo Guerra, dono de ícones como Cine Joia, Lions e Arcos (sem falar no Riviera e Vegas que fizeram história), se debruçou sobre um novo projeto: reativar e atualizar a boate Love Story, arrematada por ele e os sócios Cairê Aoas e Lily Scott em leilão judicial por R$ 200 mil. Depois de um ano de restaurações comandadas pelo arquiteto Maurício Arruda, em novembro eles abrem a Love Cabaret, uma versão atualizada da “casa de todas as casas”. “A Love Story era como a Help, do Rio. Um prostíbulo disfarçado de after hour. Peguei o campo conceitual do prazer e do desejo e estou trazendo para os dias de hoje”, explica Facundo. “Teremos um palco para colocar todas as práticas de corpo ligadas ao fetiche. Teremos BDSM (sigla para o conjunto de práticas consensuais envolvendo bondage, disciplina, dominação e submissão e sadomasoquismo), burlesco, pole dance, espetáculo drag, mágica. Vou trazer esses artistas para mostrar trabalhos que não estão no campo sexual e sim no do desejo.” O slogan também muda. Passa a ser “a casa de todos os corpos”. “O corpo hoje é muito polimorfo. Não é mais branco, magro, hétero e cis, como acontecia na boate. Abrimos espaço para a diversidade de cores, nacionalidades, gêneros”, conta ele.

Na próxima quarta, Facundo estará no Rio participando de uma palestra do projeto Futuro Presente, no CCBB. Ele fala sobre como está sendo empreender depois da pandemia. “Temos que pensar em criar novos negócios que concorram com gigantes digitais, como Netflix, IFood e Tinder. Essas plataformas se tornaram lugares. Precisamos empilhar experiências para estimular as pessoas a saírem de casa e serem surpreendidas por algo que nunca viram”, diz.

A cocuradora do evento, Lia Vissotto, destaca a forte identidade do empresário em todos os seus projetos. “Acompanho o ímpeto empreendedor do Facundo desde a sua primeira iniciativa, o Vegas. De lá para cá, é impressionante a quantidade de empreendimentos realizados, que são a personificação de uma mente inquieta e capaz de gerar ideias inusitadas. Existe uma marca pessoal em tudo que o Facundo faz, e isso torna tudo muito verdadeiro. Acho que só pessoas e negócios verdadeiros conseguiram sobreviver à pandemia”, comenta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos