Empresário desaparecido na Barra: família faz apelo por informações do paradeiro

·2 minuto de leitura

RIO — Marcelo Romano, irmão de Alberto César Romano Júnior, de 33 anos, utilizou as redes sociais na segunda-feira para pedir informações sobre o paradeiro do empresário que está desaparecido desde a última sexta-feira. Segundo relatos, Alberto foi visto pela última vez quando foi cortar o cabelo no shopping Barra World, na Barra da Tijuca.

"Que dor! Nos ajudem compartilhando foto dele", diz Marcelo em uma foto publicada na sua conta no Instagram.

De acordo com familiares, Alberto foi até o shopping de carro, um Honda Civic cinza, que foi localizado pelos policiais no domingo na Estrada Santa Eugênia, em Paciência, na Zona Oeste do Rio. O GPS do celular de Alberto, que estava dentro do carro, registrou que o veículo rodou por bairros da Zona Oeste, incluindo Santa Cruz, por volta das 19h30m, conforme postou em rede social a noiva de Alberto, Nathalia Moreira. Segundo a Policia Civil, a perícia do carro seria realizada na segunda-feira pelos peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICE).

De acordo com a sogra do empresário, a representante comercial Regina Menezes, de 53 anos, Alberto, que mora na Barra, tinha o hábito de cortar o cabelo no Barra World todas as sextas-feiras. Ele foi visto pelas câmeras de segurança saindo do centro comercial no seu próprio carro, mas parentes e amigos não conseguiram mais fazer contato com o empresário depois disso.

Caso de polícia:'Corretor das Estrelas', acusado de integrar esquema do 'Faraó dos Bitcoins', resistiu à entrega de celulares para PF— Quando minha filha sentiu falta dele, ela ligava e ele não atendia. Por volta de 20h ele visualizou e não respondeu, e depois o telefone ficou dando caixa postal. Na manhã seguinte, os amigos ligaram para minha filha para saber se ela tinha notícias. Todo mundo começou a ficar preocupado, e o telefone dando caixa postal — disse Regina. O caso foi registrado na 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes) e encaminhado para a Delegacia de Descoberta de Paradeiros (DDPA), que seguirá com as investigações.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos