Empresário de estrelas da 'soul music' comete suicídio nos EUA

AFP
Chris Lighty em foto de 2005

Um dos principais nomes dos bastidores do hip hop americano, Chris Lighty, empresário de músicos como 50 Cent, Maria Carey e LL Cool J, foi encontrado morto depois de ter atirado contra a própria cabeça, declararam as autoridades nesta sexta-feira.

"Uma arma de fogo semiautómatica preta foi encontrada no local", em sua casa na quinta-feira, indicou uma fonte da polícia à AFP. "Não acreditamos que seja um crime", acrescentou.

Segundo o tabloide New York Daily News, Lighty, de 44 anos, se suicidou depois de uma briga com sua mulher, de quem tinha se separado e que tinha pedido o divórcio no ano passado.

De acordo com diferentes fontes, apesar de seu êxito na indústria musical, o empresário enfrentava problemas financeiros.