Premiê britânica oferece suas condolências a Putin por atentado na Rússia

Londres, 4 abr (EFE).- A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, disse nesta terça-feira que escreveu ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, para oferecer suas condolências pelo atentado ocorrido ontem em São Petersburgo, e ressaltou que "os terroristas não vencerão".

Em entrevista à emissora "Sky" na Jordânia, onde faz uma visita oficial, May afirmou que o ataque contra o metrô dessa cidade russa, que deixou 11 mortos e dezenas de feridos, mostra a "terrível ameaça terrorista" que todos os países enfrentam.

"Este foi um ataque horrível em São Petersburgo. Escrevi ao presidente Putin para oferecer minhas condolências e as do povo britânico por este ataque espantoso", afirmou a primeira-ministra.

"Certamente que nossos pensamentos têm que estar com as vítimas, com seus amigos e familiares. Mas isto mostra o quão terrível é a ameaça terrorista que todos enfrentamos", ressaltou a chefe do governo britânico.

Além disso, May disse que, após o ataque do mês passado contra o parlamento britânico, "os terroristas não vencerão". "Nossos valores vão prevalecer", concluiu a premiê. EFE