Empresários de Paquetá se reúnem com o Milan e atestam insatisfação do meia ex-Flamengo

Diogo Dantas

Representantes do meia Lucas Paquetá, de 22 anos, estiveram nesta quarta-feira na sede do Milan, na Itália, para externas a insatisfação do jogador com o seu momento no clube.

Paquetá, vendido pelo Flamengo em 2018, por 35 milhões de euros, completou um ano de Milan sem o aproveitamento desejado, e perdeu espaço com o treinador Stefano Pioli.

A ideia é debater a possibilidade de negociação para a Europa ainda nesta janela de transferências, que se encerra em janeiro.

O PSG, da França, demonstrou interesse através do diretor brasileiro Leonardo, que levou Paquetá ao Milan na negociação com o Flamengo. Os valores, no entanto, foram abaixo.

Os agentes do meia e o próprio Paquetá se preocupam com a falta de sequência e buscam uma solução que não o tire das sucessivas convocações para a seleção brasileira.

Quem observa de longe essa negociação é o Flamengo, que pode lucrar com essa transferência devido ao mecanismo de solidariedade da Fifa.

Garoto do Ninho, Paquetá foi formado nas categorias de base e atuou dos 11 aos 20 anos no clube, que detém 3,9% sobre qualquer transferência internacional envolvendo o atleta.